10 DICAS PARA VIAJAR DE BICICLETA



No último #CHANRESPONDE a Ana Paula do blog Eléctrico 28 fez-me uma questão sobre viajar de bicicleta que, na verdade, daria uma publicação interessante.
Até ao momento não fiz uma viagem única e exclusivamente com a bicicleta como meio de transporte, então não me sinto à vontade de partilhar dicas convosco sobre este tema. Mas a verdade é que até eu estou curiosa sobre esta forma de viajar, que cada vez mais se ouve falar.

Uma vez que tenho amigos que o fazem de forma regular decidi perguntar ao casal Anna e Greg para ajudarem nesta tarefa de reunir dicas fundamentais para viajar de bicicleta e não é que aceitaram? Só para vos situar, eu e o Bruno conhecemos este casal no Panamá em 2013, eles nasceram na Rússia mas vivem na Finlândia. Descobriram que andar de bicicleta é a forma de viajar que mais os completa e não se enganem se pensam que viajam apenas pela Europa, eles já pegaram nas suas bicicletas e foram para a Nova Zelândia :)




Vamos ver a lista de dicas que estes experts da bicla nos prepararam:

1. O ciclo-turismo é a forma de viajar que oferece mais liberdade, uma vez que és backpacker mas com o benefício de teres um meio de transporte;

2. É possível levar a bicicleta no avião, comboio, autocarro e até mesmo à boleia, o que permite uma maior mobilidade. Assim, resulta para quem quiser viajar rápido ou fazer longas distâncias;

3. Muitas pessoas pensam que tens de estar em forma para andar de bicicleta durante tantas horas, mas na realidade não é necessário. Se não praticares desporto regularmente a primeira semana vai ser difícil, mas gradualmente vais sentir que consegues pedalar durante muitas horas sem te aperceberes.  

4. Este tipo de viagem não é para toda a gente: tens de estar mentalmente preparado/a para passar muitos períodos de monotonia e tens de ter uma flexibilidade enorme para a constante mudança de planos devido ao terreno, vento ou clima que terás de enfrentar;




5. Os benefícios passam por conseguir carregar muito mais equipamento e bagagem do que viajar de mochila a pé, acampamento selvagem numa zona perto da cidade não acessível a carros e o mais divertido, nunca sabes onde vais terminar naquele dia e onde dormirás;

6. Dependendo do país e da área, muitas vezes não tens escolha a não ser um campo selvagem na terra de Alguém. Por isso recomendamos comprar uma tenda verde para não ser notada por olhos indesejados. Tentamos evitar campos, especialmente se foram cultivados.

7. O maior erro que cometemos nas  nossas primeiras viagens foi levar muitos objectos connosco (principalmente roupa), muitos não foram utilizados, o que traduz em mais peso para nada. Por isso, pensa cuidadosamente bem no que precisas REALMENTE levar.


8. A escolha da bicicleta é fulcral. Sugerimos que a bicicleta tenha mudanças, os pneus não devem ser amplos e o uso de alfores;

9. Nunca, jamais pedalem com uma mochila às costas! A não ser que queiras cansar-te muito logo no início :D

10. Utiliza o site Warmshowers, que é uma organização que funciona como o Couch Surfing mas apenas para ciclistas. 

 Espero que estas dicas elucidem-vos um pouco mais sobre este fenómeno de viajar de bicicleta. Se quiserem ler mais sobre o assunto, mais concretamente um relato real, aconselho a leitura do Daqui Ali - de Portugal à África do Sul de bicicleta. Resta-me agradecer aos simpáticos Anna e Greg por despenderem do seu tempo para partilhar estas dicas connosco. Tanto o texto desta publicação como todas as fotografias são da sua autoria. Thank you so much friends!

Agora digam-me lá vocês, eram capazes de aventurar-se numa viagem destas? 

11 comments:

  1. Ora aqui esta algo que ate gostávamos de experimentar fazer! :D
    Achamos as dicas muito boas e vamos ter em conta se um dia decidirmos meter-nos nesta aventura :)

    Beijinhos**
    _________________________
    All The way is an adventure
    Jess & Rose Blog | Instagram | Youtube

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ena! Depois contem tudo lá no blog =D

      Delete
  2. Gostei das dicas! Confesso que não sei se era capaz de me pôr numa aventura dessas! :D

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olha que já estive mais longe, mesmo assim ainda não estou muito convencida =P

      Delete
  3. Muito interessante, Marta! Por acaso ando aqui com macaquinhos na cabeça para fazer uma viagem de bici...mas sozinha. Eles falaram alguma coisa disso?
    O meu irmão que é ciclista diz que é na boa, mas já me disseram q pode ser perigoso porque se te acontece qualquer coisa (atropelamento, cair, etc), estás sozinho!
    bjs

    ReplyDelete
    Replies
    1. Diana força nisso! Tens o livro do Pedro on the Road, Daqui Ali - de Portugal a África do Sul de bicicleta. Ele foi sozinho e correu tudo bem! Tens de saber como remendar furos, levar uma caixinha primeiros socorros e algumas noções de como arranjar a bike caso seja necessário pois nem sempre tens ali uma oficina à tua espera.
      Eu digo força nessa aventura e relata tudo no contramapa =)

      Delete
  4. Curiosamente conheci o meu marido aquando de uma viagem dele de bicicleta. Ele é holandês e viajava por Espanha e Portugal eu na altura praticava BTT e tendo as bicicletas por paixão, apaixonamo nos um pelo outro. Queremos dar a volta a Portugal de bicicleta por etapas. Ja fizemos duas etapas: de Faro a Setubal e de Setubal à Ericeira. Neste momento está em standby porque mudei me para Amesterdão e a familia aumentou. O nosso sonho é um dia fazer de Faro (a minha cidade) a Amesterdão ( a cidade dele). Nós adoramos! Recomendo vivamente que visitem a pagina do Manuel https://m.facebook.com/vounumpevoltonoutro/ Um rapazinho de Beja muito simpatico que viaja destemidamente de bicicleta. Conheci-o ca em Amesterdão numa das suas viagens.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Grata por esta partilha maravilhosa! A vossa história é deveras especial =) sabes que agora há formas de levar filhos de bicicleta bem.confortáveis para eles por isso não deixem passar muito tempo essa ideia de Faro a Amesterdão de bicicleta. Se o fizeres relata no teu blog para ficarmos a par =)
      Também sou nascida e criada no algarve, mais por Loulé e Quarteira, mas estudei quatro anos na universidade da penha em Faro. A minha melhor amiga vive em Amesterdão há uns anos hehe

      Delete
  5. Marta em realação ao transporte dos meninos nas bicicletas eu sei..alias aqui o meu meio de transporte de eleição é a bike. Ando com a minha filha de 3 anos e o meu cão tambem vai na cestinha. Contudo o novo membro da familia tem apenas 3 semanas...esperamos um nadinha mais.
    E..eu não me recordo de ti mas estudamos o mesmo Educao interv comunitaria eu terminei em 2006. Portanto devemos ter nos cruzado (eu soube do teu blog atraves da sandra cabrita, uma colega minha de curso). Em relacao à tua amiga, se calhar ate a conheço.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ah sim, devemos nos ter cruzado pelo menos porque eu terminei em 2007, eras então da turma da Sandra.
      A minha amiga chama se Ana Luisa Costa de Loulé, conheces?
      Pois três semanas é pouquinho, há que esperar um pouquinho mais =)

      Delete
  6. Pratiquei btt durante vinte anos, conheço por exemplo todos os cantinhos da Arrábida. Também cheguei a fazer algumas viagens principalmente pelo Alentejo onde o carro não vai, e isso era o que achava maravilhoso, descobrir lugares pouco explorados. Fica uma dica essencial...levar ferramentas, pelo menos as essenciais.

    ReplyDelete

Grata por comentares, adoro saber o que passa pela tua mente.