COUCHSURFING: A COMUNIDADE DE VIAJANTES

Couchsurfing em Rabat Marrocos

Ouvi falar do Couchsurfing há mais de dez anos, quando a minha amiga Ana ligou-me toda feliz da vida para me contar que tinha encontrado um site para viajantes maravilhoso e que já se tinha inscrito. Na altura adorei o conceito, era a minha cara, mas não quis me inscrever logo porque ainda estava a viver com os meus pais então não podia alojar pessoas e estava a estudar na Universidade, sem tempo e dinheiro para viajar. Na verdade o Couchsurfing é mais que isto. 
O Couchsurfing é uma comunidade alargada de viajantes do Mundo inteiro, onde poderás hospedar pessoas e/ou ser hospedado por pessoas. Não existe qualquer obrigação: podes ficar a dormir 3 dias na casa de uma pessoa, mas não tens de hospedar outra pessoa 3 dias na tua casa. 
Se não tens condições para receber pessoas em tua casa não desanimes, podes na mesma utilizar o site para dormir na casa de outras pessoas e também para mostrares a tua cidade, combinar para ir tomar um café ou um copo. Há muitos Couchsurfers que preferem ficar hospedados em hostels mas que gostariam de contacto directo com as pessoas locais. 
Afinal de contas as pessoas locais é que sabem os melhores sítios para visitar, comer, dançar em termos de qualidade - preço. Esta é uma maneira fantástica de fugir das zonas turísticas e dos sítios cliché que os livros-guias nos enviam.  Na minha opinião, esta é a magia do Couchsurfing :)

Brincadeiras com o Couchurfer do México 

Quando decidires juntar-te à comunidade Couchsurfing é importante saberes que CS não significa alojamento grátis. Quer dizer, não pagas nada por dormir naquela casa, é verdade que o Couchsurfing é inteiramente grátis e se alguém te pedir dinheiro não dês porque faz parte das regras! O que quis dizer é que não se pode utilizar o Couch Surfing como um hostel não pago, a ideia é estarmos minimamente presentes, conversar com os nossos anfitriões, trocar ideias e opiniões, quem sabe cozinhares um prato do teu país, trazeres um íman para o frigorífico ou um postal da tua terra, oferecer a nossa companhia... O Couchsufing não é chegar, dormir e comer de graça, estar fora o dia inteiro ou ficar em frente ao portátil dia e noite. O Couchsurfing é a partilha, partilha de culturas, de informação, de risada. 
Não vou ser hipócrita ao ponto de dizer que não sabe bem ter alojamento grátis, aliás foi também graças ao Couchsurfing que consegui viajar mais tempo, pois o dinheiro estica mais. Mas realmente este não é o propósito desta comunidade. 
Dica: Leiam este post sobre este assunto e surpreendam-se com os comentários: Why Couchsurfing is free is a myth. 

Couchsurfing na passagem de ano na Colombia com Lorenzo que estava a fazer Airbnb na mesma casa

Então mas o Couchsurfing é seguro? Considero que seja bastante seguro porque podes ler as referências de Couchsurfers que já estiveram com aquela pessoa. Cada Couchsurfer tem o seu perfil no site, por isso convém leres com atenção essa parte não só porque vais querer estar com alguém que sintas empatia e que partilhem os mesmos interesses mas também porque daí consegues logo fazer uma avaliação. 

Claro que existem as ovelhas negras e são essas que têm de evitar. Normalmente enviam-te uma mensagem privada curta como: "Olá, reparei que andas por aqui e adorava mostrar-te a cidade ou então tomar um café, o meu número é 93820398." Já sabes que esta pessoa está interessada em fazer outras coisas contigo :P 
Atenção a países como India e Marrocos, certifiquem-se que leram muito bem os perfis, porque na Índia uma grande parte dos homens utilizam o site para dates e flirt e em Marrocos utilizam-no para atrair turistas para comprarem os seus artigos ou serviços de guia pelo deserto e não só. 

Para além destas funcionalidades de dormir ou apenas passear/tomar café, o site do Couchsurfing dispõe de grupos bem interessantes. Por exemplo, vais à Tailândia mas tens dúvidas sobre o transporte em Bangkok, vais ao grupo Bangkok e procuras na lupa pela tua pergunta e se ainda ninguém falou do assunto, deixa um post a perguntar. Há grupos mais activos que outros! 
Também podes (e deves) dar o teu contributo. Imagina que moras em Lisboa e alguém deixou uma questão no grupo Lisboa que sabes responder ou que não tem respostas ainda, podes tu próprio responder. Estarás a dar uma grande ajuda, acredita!

Couchsurfing em Quito, no Ecuador

Preparado/a para abrir a conta no Couchsurfing? 
Quando és novo/a no CS não é nada fácil encontrares um "sofá" porque não tens nenhuma referência. Lembro-me da minha primeira vez: estava prestes a ir para Estocolmo sozinha e cheguei a enviar à volta de 30 convites, alguns nem me responderam mas a maioria respondeu dizendo "Até pareces ser uma bacana, mas sem referências não te posso hospedar" Bummer. Até que um menino que tocava viola muito bem disse que sim, acho que tive sorte :) 

Dicas para novatos no Couchsurfing: 
>> Preenche todo o perfil, assim os Couchsurfers conhecem-te melhor;
>> Faz o upload de pelo menos 5 fotos tuas recentes; 
>> Averigua quem dos teus amigos tem uma conta no Couchsurfing e pede-lhes para te escrever uma referência. Três referências é um bom número para começar;
>> Participa dos grupos de forma activa e participativa;
>> Quando tiveres à procura de couch fá-lo com calma. Normalmente demoro cerca de duas horas a ler perfis e enviar convites. 
>> O ideal é enviar 3 a 4 convites, caso não tenhas uma resposta afirmativa em 3 dias envia mais. Cidades muito requisitadas como Melbourne, São Francisco ou Amesterdão o melhor é enviares com bastante antecedência, de 1 a 2 meses ou até antes! 

Curiosidade: Sabiam que os donos do Couchsurfing são os mesmo que os do Airbnb? Costuma-se dizer que o Airbnb é a versão paga do Couchsurfing. Já agora cliquem aqui para receber um voucher de 35€ na vossa primeira estadia com o Airbnb :) 

Alguém daí já utilizou o Couchsurfing? Alguém interessado em experimentar? Gostariam de partilhar alguma experiência gira ou menos boa com o Couchsurfing?

14 comments:

  1. Nunca experimentei o Couchsurfing mas fiquei com vontade de experimentar! :)

    A Marca da Marta

    ReplyDelete
  2. Olha, muito me contas, não sabia que os donos do CS eram os mesmos do Airbnb! Grandes cabecinhas pensadoras, cheias de ideias maravilhosas, sim senhores! :D

    Quanto ao CS, nunca experimentei, mas já cheguei a inscrever-me no site. No entanto, percebi que realmente não é para mim, não é mesmo a minha cena. Para além de ser super desconfiada (e com muita razão a maioria das vezes), quando viajo não tenho muito tempo (as férias são poucas) e não tenho muita paciência para estar a cozinhar e a confraternizar com pessoas de quem posso até nem gostar grande coisa. :P
    Quando viajo gosto de fazer os meus próprios horários e ter um sítio onde ir dormir e pronto. Depois de dias inteiros a andar de um lado para o outro, gosto de descansar para poder repetir a saga no dia seguinte e gosto de "desligar" à noite.

    Dos mesmos donos, prefiro o Airbnb para o meu estilo de viagem, mas reconheço que o conceito do CS é fabuloso! Apesar de não ser para mim, não deixa de ser genial.

    Joan of July

    ReplyDelete
    Replies
    1. É o meu lema: não interessa como se viaja, o importante é viajar.

      O CS não é para toda a gente mesmo, há pessoas que viajam mais na deles como é o teu caso. Mas para quem quer emergir na cultura, o CS é uma mais valia, pois por aqueles dias vives com as pessoas locais e muitas vezes inseres-te num evento familiar ou festa tradicional. É, como dizes e muito bem, um conceito genial :)

      No airbnb tens a opção de ficar num quarto com os anfitriões, muitas pessoas que viajam sozinhas acabam por escolher esta opção por ser mais economica e não se sentirem tão sozinhos, o que acaba por ser o tal CS pago.

      Mas airbnb também pode ser para ficares numa casa só para ti, o que para mim faz todo o sentido se estiver a viajar com o Bruno ou um grupo de amigos.

      Delete
  3. Adorei o conceito e amava fazer isso um dia!
    Beijinho,
    BabyLú
    http://www.luciaffmoreira.blogspot.pt

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ainda bem que gostaste Lúcia, não deixes de experimentar!

      Delete
  4. Tenho conta no couchsurfing mas nunca alojei ninguém e também nunca fiquei em casa de ninguém. No entanto gosto de usar o site para conhecer pessoas novas e estou sempre a receber mensagens.

    https://my-world-of-discoveries.blogspot.pt/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Sim Filipa é esse o espirito do CS, não tem de ser obrigatoriamente para alojar outras pessoas. Já conheci tantos viajantes interessantes que hoje em dia são meus amigos e conhecemo-nos num encontro do CS, ou foram nossos "guias" por uma tarde =)

      Delete
  5. Vi há tempos uma reportagem sobre o Coachsurfing. Achei muito interessante e uma forma fantástica e económica de se conhecer outros locais. Mas para mim mais importante que o alojamento "grátis" é a oportunidade que se tem para partilhar ideias e experiências. O que pode ser melhor do que conhecer uma cidade através dos olhos de quem lá vive.
    Há muito anos atrás quando trabalhava como guia turística, uma vez, uma amiga pediu-me para fazer um tour (gratuito) por Lisboa para um grupo de jovens polacos que andava a percorrer a Europa num autocarro (velhíssimo por acaso) e a dormir em casa de amigos de amigos....adorei a postura deles a forma com que se relacionavam. Foi um dia bem divertido.

    ReplyDelete
  6. Adorei as fotos! E o conceito é fenomenal! Adoro ler os teus posts sobre as viagens! Quando for viajar venho cá tirar algumas ideias e dicas ahahah

    Beijinhos
    That Girl

    ReplyDelete
  7. Amei demais! Tbm amo viajar e conhecer/fazer coisas diferentes!

    Beijos,
    www.thalitamaia.com

    ReplyDelete
  8. O ano passado estive em Amesterdão com uns amigos através do Coachsurfing. Curti muito e conheci pessoas top. Para o ano há mais.
    carlos

    ReplyDelete
  9. Eu nunca experimentei, mas parece-me uma forma muito prática (e económica) de 'viver' os sítios. Embora haja algum preconceito (acho que a maior parte das pessoas que não faz couchsurfing acha o sistema pouco seguro), penso que nunca ouvi nenhuma notícia 'má' sobre algo que tenha acontecido a utilizadores, e não duvido que acontecendo houvesse imenso alarido. Acaba por ser mais uma pequena (grande) coisa que nos devolve um pouco da fé da humanidade, saber que há pessoas por aí a hospedar e orientar desconhecidos no seu país :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. O Ser Humano tem receio do desconhecido, dormir na casa de um estranho, what?? :P Sabes que costumo usar essa expressão de ter fé na humanidade quando andei 3 meses à boleia na Europa, mas no CS aplica-se tão bem.
      Para mim o CS é das melhores invenções de sempre, sou super fãzona e acho que vou usar o CS até ao fim da minha vida :P

      Delete
  10. Já conhecia e acho que até já tenho conta, mas como infelizmente não viajo com frequência (nem muita nem pouca) não faço muito uso. Mas realmente acho que é uma ferramenta fantástica, não só para poupar em alojamento como sobretudo para estar mais próximo da cultura local.

    ReplyDelete

Grata por comentares, adoro saber o que passa pela tua mente.