SORTEIO DO PLANNER EPIC BLOG

Se vocês são como eu, por esta altura já andam a fazer planos mentais para o ano que vem. Sendo o blog parte da minha vida e dos meus hobbies preferidos, é claro que não escapam a esses planos... e oh man tenho andado com umas ideias hilariantes para o blog!
Normalmente, para qualquer blogger, pensar em ideias criativas não é problema, pô-las em prática é que é mais complicado. Ou porque não escrevemos em papel e depois esquecemos, ou porque aquela viagem aconteceu há dois meses e agora já não te lembras de metade dos pormenores, ou porque não tiraste a fotografia logo ao produto de limpeza de pele e agora está com ar de usado... a verdade é que vais deixando o tempo passar e quando dás por ti escreveste 3 posts num mês, quando podias ter escrito o triplo ou mais.

A MINHA PRIMEIRA EXPERIÊNCIA COM O AIRBNB



Há quase dez anos a viajar e ainda não tinha utilizado o famoso site de alojamento Airbnb. Digamos que ainda não tinha surgido oportunidade ou, normalmente, quando viajo, fico em hostels, acampada ou faço Couchsurfing. Mas os tempos mudam e agora que me reformei da minha vida de mochileira, decidi viajar com alguns luxos e até de trolley (!!) A idade já pesa, meus amigos :) 


Há muito tempo que queria experimentar o Airbnb, basta vasculharem o site para se depararem com casas de árvore, quintas, bungalows e os alojamentos mais banais em apartamentos, normalmente lindos de morrer com uma decoração convidativa e cozy. Se quiserem algo mais em conta, podem ficar num quarto, hospedados com as pessoas locais! 

THE REAL THING: HALLOWEEN NOS STATES

 O Halloween é daquelas americanisses que faço questão de celebrar, afinal de contas é como se fosse o Carnaval, mas de um só dia. A ideia é revirar o baú com as vestimentas e acessórios do Carnaval, encarnar a personagem e seguir para uma festa perto de si.

Se há coisa que me dá imenso gozo é participar das festas, cerimónias, eventos tradicionais e feriados dos países que viajo e, felizmente, estive presente no Halloween dos EUA, este ano.

Em 2008, quando morei em Maine, aquele estado dos EUA bem lá em cima no Este colado ao Canadá, é que apercebi-me da ideia errada que temos deste dia. Sim, sim, os miúdos bateram-me à porta todo o santo dia - estava de folga - a pedir doces ou travessuras, cravei uma abóbora e à noite celebrámos com uma grande festa, em que toda a gente estava mascarada... do que quisessem. Haviam brancas de neve, gatos, super heróis, pequena sereia, Jessica Rabbit, enfim, eu era a única vampira e a menina alemã era uma viúva amargurada.
Assim sendo, as decorações, comidas e bebidas são muito em volta do tema creepy ou assustador mas o disfarce é muito ao estilo do nosso Carnaval.

6 ON 6 :: OUTONO



Que tema mais previsível para este mês hein! Mas tinha de ser, há uma certa magia a pairar no ar nesta Estação do Ano: as tonalidades das árvores ficam mais coloridas, o pisar das folhas secas e estadiças na calçada, já se sente o frio na pele e uma blusa quentinha + gorro de lã sabem tão bem, o tempo livre passa a ser mais caseiro com direito a mantas felpudas e um chá que nos aquece o coração e a alma, o cheiro das castanhas assadas na rua, o Sol suficientemente quente a bater na cara... 

Já deu para perceber que o Outono é a minha estação preferida :) A minha personalidade é balançada e não curto extremos, logo o Inverno e o Verão são aquelas estações assim-assim. Porém, sinto-me grata por termos o privilégio de mudar de clima de três em três meses, um ano de Outono seria um exagero, não acham? 

8 COISAS QUE ADORO DE LISBOA


Esta semana faz precisamente um ano que estou a viver em Lisboa. Cinco anos antes não tinha uma casa fixa, a minha casa era onde estava a viajar no momento . Por mais bonita que seja esta ideia de estarmos sempre a mudar de poiso, já estava a precisar de parar um pouco - a menina que viajou quatro meses este ano haha - e ter o meu cantinho, o meu lar. 
Por isso, há dois anos atrás, quando o Bruno disse naquela manhã de Outono na Califórnia, que queria estudar Psicologia em Lisboa, fiquei triste e meio desorientada, pois sempre ouvimos falar que Lisboa não passa de uma cidade poluída, cheia de gente e stress. Um ano depois, foi só a melhor coisa que fizemos.