DICAS PARA ORGANIZAR UMA VIAGEM COM ORÇAMENTO CURTO | A PLANEAR A MINHA VIAGEM A MARROCOS

Aquela viagem a Marrocos estava a ser adiada há demasiado tempo, estamos a falar de um país vizinho que fica, literalmente, aqui em baixo e que podemos ir de barco, sem grandes chatices ou reservas de voos. 

A minha paixão por viajar não é apenas quando já estou lá, a deslumbrar-me com as paisagens, a cultura diferente, a gastronomia. É todo o processo, desde o planeamento, o estar lá e as reflexões finais. 

Uma vez que estou na fase do planeamento para uma viagem de orçamento curto para Marrocos, decidi partilhar convosco a forma de como me organizo para ter uma viagem tranquila, sem gastar rios de dinheiro e evitando problemas pelo meio.

DAY TRIP | ÓBIDOS


No Domingo passado tinha a minha mãe cá em casa e não sabia ao certo o que podíamos fazer juntas. Ela já cá estava há uma semana então tinha percorrido Lisboa de lés a lés. Até que me ocorreu irmos à Vila de Óbidos, nunca lá fomos e estava um dia solarengo e bonito demais para ficar em casa. Siga! 

Fomos pela A8 até Torres Vedras e aí fomos buscar a avó e tio do Bruno. Decidimos fazer a viagem de Torres para Óbidos por uma estrada nacional que nos levou a vistas encantadas, vilas tradicionais e muitas fábricas de cerâmica, algumas delas abandonadas. Certamente que, se não tivesse com a mãe, avó, tio, eu e o Bruno teriamos parado mil vezes o carro e eu teria tirado imensas fotografias, voltaremos! 

Óbidos é uma vila tipicamente portuguesa, situada no distrito de Leiria. Esta vila é sede de Conselho, sendo constituida por sete freguesias: A-dos Negros, Amoreira, Gaeiras, Olho Marinho, Santa Maria, Usseira e Vau.

É especialmente conhecida pela sua maravilhosa bebida ginginha, as ruas históricas e os vários eventos que acolhe como: Feira Medieval, Festival Internacional do Chocolate, Semana Santa, Óbidos Vila Natal, etc. 

BALANÇO DO PROJECTO FOTOGRÁFICO 6 ON 6

Faz hoje precisamente um ano que eu mais cinco bloggers anunciámos ao Mundo a realização de um Projecto Fotográfico em conjunto, que poderia durar uns meses, mas acabou por durar doze meses.

Este é sem dúvida um desses projectos que ficarão no coração, pois acompanhou-se durante o ano de 2016, até mesmo nas minhas viagens! Que bonito, olhar para o ano anterior através de fotografias. Mas o que o fez mesmo especial foram as pessoas por trás dele, aquelas que aceitaram o desafio e que juntas, caminhámos durante um ano para o grande objectivo de fotografar mais e melhor. 

AS MINHAS VIAGENS DE 2016

A brincar, a brincar viajei quase QUATRO meses em 2016. Não me perguntem como fiz isto, mas aconteceu e estou imensamente feliz. 

Ao virmos morar para Lisboa pensei que o ritmo alucinante das viagens iria abrandar. Pegar na mochila e desaparecer por 3, 4, 5 meses estava fora de questão, uma vez que o moço agora é estudante e viajar sem ele é complicado, digamos que ao quarto dia já estou perdida para o voltar a ver :P É o que dá quando nos habituamos a estar com uma pessoa 24 horas sob 24 horas em viagens que duram 5 meses. Qualquer dia escrevo uma publicação sobre viajar com o companheiro, o que acham? 

Mas bem, o ano passado foi a fase de exploração de Lisboa, como tinha poupado um bom dinheiro no trabalho de Verão de 2015 dei-me ao luxo de nem procurar trabalho. O trabalho no Worldpackers surgiu por acaso e foi mais um part-time durante uns mesitos que outra coisa. Então fartei-me de andar pela capital fora, visitei inúmeros locais secretos, corri quase todos os parques, fiz amigos/as,  participei de eventos, experimentei um sem número de restaurantes e cafés bonitos, enfim, aproveitei ao máximo. E não estando a trabalhar, o que significa? Não preciso de pedir férias, simplesmente viajo quando me apetece. E não me venham com cenas que não há dinheiro, que com 1300€ TUDO INCLUÍDO estive 5 semanas na Ásia, yep, leram bem.

RECEITA DE TRUFAS DE CHOCOLATE | CHRISTMAS VEGGIE CHALLENGE


Lembram-se de vos falar de um tal Christmas Veggie Challenge? Pois bem, fiz a minha parte e *finalmente* experimentei fazer as famosas Trufas de Chocolate ou Trufas de Natal, que tão carinhosamente apelidei. 

Mas isto não foi só experimentar uma receita nova, vocês nem imaginam a quantidade de coisas positivas que este desafio me trouxe! 
Para começar, 1) tinha esta receita para experimentar há um século, 2) consegui sentir o espírito natalício ao passar uns momentos na cozinha a fazer estas trufas, 3) descobri que a-d-o-r-o fotografar comida que estou a confeccionar e 4) estou super feliz pois é a minha grande estreia a postar uma receita na internet, VIVA! 

Vamos então ao que interessa: A receita das Trufas de Natal!