Vem daí conhecer-me e saber mais sobre o blog ♥


~Marta Chan~
 Lisboa
 viveraviajarblog@gmail.com

Olá malta, bem vind@s!
Sou a Marta, autora do blog de viagens em inglês Shanti Free Bird que decidiu começar um blog em português para poder escrever na sua língua materna pois é a melhor forma de expressarmo-nos e também porque gostaria de ver o povo português a viajar mais :)
Há dez anos abracei as viagens como estilo de vida e depois de alguma negação lá percebi que vou viajar para sempre! As minhas raízes estão no Algarve mas considero-me uma cidadã do Mundo que neste momento está a explorar Lisboa e os seus tesouros escondidos. 

Viver a Viajar tem diferentes sentidos:

1. No sentido lato da palavra em que viajo para outros países, parto para saciar a minha curiosidade e aumentar a minha aprendizagem. 

2. No sentido de sonhar acordada horas a fio e viajar por lugares escondidos da minha mente. Imagino-me numa ilha deserta com águas cristalinas e golfinhos, enquanto bebo uma água de coco e leio um livro deitada na areia branca e fina da praia. Imagino-me numa tribo da Amazónia, a pertencer ao seu dia-a-dia, a dançar à volta da fogueira, a fazer parte dos rituais. A criatividade não tem limites!

3. Quando leio um livro que realmente gosto, estou no mesmo lugar fisicamente, mas a minha mente viaja por outros mundos opostos à minha realidade.

Este blog surge na tentativa de inspirar-vos a viajar mais, mostrar que afinal de contas não precisamos de muito dinheiro para o fazer.
Viajar deveria ser prioridade na nossa vida porque:
>> Voltamos com outro ânimo e energias renovadas para enfrentar a vida;
>> Aprendemos sobre uma cultura desconhecida valorizando ainda mais a nossa própria cultura;
>> Deparamo-nos com vistas encantadoras que nos tiram o fôlego;
>> Exploramos cidades com arquitectura de outros tempos;
>> Aprendemos sobre História, Geografia, Línguas... haverá melhor escola?;
>> Aprendemos mais sobre nós próprios;
>> Obtemos respostas;
>> Damos mais valor ao que temos e às pessoas que nos amam;
>> Começamos a ver o Mundo de outra forma.

Por outro lado, utilizo este blog para partilhar as minhas opiniões sobre restaurantes, livros, alojamento, para vos mostrar sítios bonitos que explorei e, como não podia deixar de ser, para partilhar as minhas emoções, angústias, desilusões, alegrias e dia-a-dia. Vais também encontrar fotografias de lugares abandonados, de artigos de papelaria fofinhos e de comida vegetariana deliciosa. 


  

Mais sobre a minha história?


Adoptei as viagens como estilo de vida não sei bem dizer desde quando, parece que desde sempre. Na minha infância e adolescência morava em duas casas, em duas cidades diferentes e, portanto, estava em constante movimento.
Em 2007, assim que me licenciei em Educação e Intervenção Comunitária, fiz um InterRail de 21 dias e o travel bug picou-me nas horas. Decidi sair de Portugal para viver um ano em Maine, EUA num programa de intercâmbio para Educadores Sociais. Quando terminou voltei para Portugal, aluguei uma casa, pintei-a e decorei-a ao meu jeito, encontrei um trabalho como Educadora Social mas faltava-me algo. Estava saturada de estar no mesmo local com as mesmas pessoas sabendo que existe um Mundo lá fora para ser explorado, culturas tão interessantes e diferentes da minha. Não podia obrigar-me mais a seguir as normas da sociedade de comprar casa, casar e ter filhos, afinal não era isso que me fazia feliz. Talvez um dia terei essa vontade, mas primeiro quero ver o Mundo com os meus olhos ao invés de viajar pelas revistas da National Geographic. 

No final de 2010 a Índia começou a chamar pelo meu nome e lá fui eu, sozinha, 7 meses para a Ásia e Austrália. Desde essa altura que ando por aí com a minha mochila, adoptando o nosso planeta como a minha casa e as pessoas que passam pelo meu caminho os meus professores e estudantes. No currículo viajante constam muitas aventuras desde 4 meses na América Central, trabalhar na California, de Portugal a Istambul e voltar à boleia durante 3 meses com pouco dinheiro, viajar na América do Sul durante 5 meses, andar à boleia em Marrocos, entre outras.

Em 2015 decidi que já não me satisfazia a vida de viajante full time, então mudei-me para Lisboa para explorar esta maravilhosa cidade com tanto para oferecer mas sempre que possível, viajo para outros países ou "lá fora, cá dentro".  

Volta sempre! 
Se precisares de um puxão para a tal viagem e quiseres falar em privado ou tiveres uma proposta de parceria, não hesites em contactar pelo email viveraviajarblog@gmail.com



Segue nas Redes Sociais

6 comments:

  1. Lembrei me agora! Podias fazer um tópico no teu blog com uma lista das coisas que sempre trazias contigo (ou tipo um para país frio e outro quente, ou país onde não podemos andar destapadas)? Meu pai e eu sempre faziamos isso e comparavamos as nossas listas, ele dizia então, "Mas porque vais levar isto ou isto?" E eu fazia lhe a mesma pergunta. É muito divertido ver estas listas e pode ajudar o pessoal que quer ir viajar! É só uma ideia...

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Mercedes! Adorei a tua sugestão. Quando fazemos a mala temos de ter em conta dois factores importantes: o tipo de viagem e as temperaturas. Por exemplo, se vais acampar tens de levar tenda, colchão, fogão, etc... e se fores para o meio do Inverno convem levar mais agasalhos que o normal, incluindo luvas e gorro.

      Quando for para a Asia no próximo mês vou vos mostrar o que levarei na mala :D

      Delete
  2. Descobri (só!!) agora este cantinho :) e adorei Marta. Ando mesmo distraída!!! bjs

    ReplyDelete
  3. Acabo de aqui chegar, mas... já estou pronta para viajar! 😉

    ReplyDelete

Grata por comentares, adoro saber o que passa pela tua mente.