VIAJAR EM EXCURSÃO: SIM OU NÃO?

Devem achar um pouco estranho que ainda não tenha falado na minha última viagem pelas Alemanhas, já que estava tãããão entusiasmada. 
A verdade é que cheguei na Terça passada e sinto que ainda não recuperei inteiramente destes quatro dias, para terem uma noção do grau elevadíssimo de exaustão. 

Existem diferentes formas de viajar e ainda bem porque assim todas as pessoas e suas personalidades estão integradas numa ou mais formas de viajar e não há desculpas para não o fazerem. 
Temos o caso dos grandes empresários que tudo o que precisam é dum resort dentro da praia de Cancun e ficam assim 4 dias, dentro do hotel a torrar ao Sol, a dar uns valentes mergulhos naquela água cor de cristal quentinha, com comida e bebida à descrição. Depois temos os aventureiros, que podem ou não ter um orçamento curto, eles querem é partir à descoberta do Mundo sem grandes planos delineados, visitam um ou outro edifício turístico mas eles querem mesmo é andar à deriva, explorar muito a pé ou de bicicleta, fazer amizades com as pessoas locais e frequentar os mesmos sítios que os locais frequentam. Temos os backpackers ou em bom brasileiro mochileiros que são parecidos aos aventureiros mas normalmente têm um orçamento curto pois têm mais tempo para viajar, ficam alojados em hostels, fazem couch surfing ou fazem campismo selvagem. Há também os backpackers que viajam sem orçamento, que fingem que não têm dinheiro mas depois passam a viagem inteira a frequentar bares e discotecas a gastar balúrdios em álcool e drogas e que apenas comem em restaurantes turísticos com um menu ocidental. Há aquelas pessoas que têm apenas uma semana e planeiam tudo muito bem, de forma independente (sem agências por trás) para que consigam visitar o máximo possível de lugares. Depois há aquelas pessoas que não têm pachorra nenhuma para planear viagens mas que, no entanto, gostam de dar escapadelas e acabam por escolher fazer uma excursão. E é mesmo desta última que vamos falar: a excursão. 

Antes de mais não fiquem para aí a pensar que estou a julgar pessoas pela forma como viajam, muito pelo contrário! Já fui dessas backpackers que recriminavam os turistas que ficavam uma semana num resort e que não saiam de lá para conhecer um pouco do país. Posso não entender ou concordar com determinadas formas de viajar mas respeito a decisão de cada um, porque cada um saberá o que precisa, como se sente feliz, o que mais lhe agrada enquanto viaja. Portanto, não interessa a forma como se viaja, com que meios, para onde, o que interessa é VIAJAR. Ponto. 


Voltando à questão da excursão. Tudo o que fizemos durante 4 dias em Hamburgo foi uma excursão. É certo que não pagamos a ninguém para o fazer, pois duas pessoas que moram em Hamburgo do nosso grupo de penfriends disponibilizaram-se a organizar o encontro de penfriends e nós ficamos muito agradecidas. Mas sinceramente, nunca pensei que teríamos actividades das 10h da manhã até à meia noite. Estava convicta que iríamos passar uma tarde inteira num parque, por exemplo, a relaxar e a conversar. Ou que teríamos algum tempo livre para visitar alguns pontos da cidade que gostaríamos. Lembram-se quando partilhei que adorava ir ao Flea Market, tirar fotografias a lugares abandonados e visitar algumas lojas em Segunda Mão? E que o 1 de Maio em Hamburgo era tão divertido e que estava desejosa de assistir a alguns concertos, dançar e divertir-me? Nada disto aconteceu. Nada. 

Claro que sou livre para fazer o que bem me apetecer, mas "abandonar" o grupo para fazer as "minhas" coisas fez-me sentir mal. Eu bem tentei com duas meninas mas elas acabaram por ceder ao facto de estarmos em grupo e desistiram da ideia. Senti-me só nesta "batalha" e não tive outra hipótese senão passar quatro dias atrás da Jenny a ir de sítio para sítio, a ficar sempre em último do grupo juntamente com a Lioba porque queríamos tirar fotografias e nem isso tínhamos tempo para fazer. Só para não falar que todos os dias íamos almoçar e jantar fora a restaurantes caríssimos, claro que para pessoas que moram na Alemanha, Holanda, Escócia, Suécia, aqueles preços eram até reduzidos mas aqui para a tuga foi muito complicado gerir e tive mesmo de ir ao supermercado fazer compras para o  almoço e lanche porque senão voltava a Portugal sem um tostão furado :P 
A verdade é que nestas excursões acabo por não aproveitar nada, não tenho tempo para nada, ao segundo dia já estou tão cansada que só me apetece é ficar o dia inteiro no hostel e chego a Portugal com aquela sensação de que passou a correr e não estive noutro país. Sad Story. 

Para que esta publicação não fique deprimente tenho a dizer que apesar de não gostar nada de viajar em excursão, o objectivo principal desta mini viagem de conhecer as minhas penfriends, de finalmente vê-las, trocar ideias e opiniões foi muito bem sucedido! Elas são realmente pessoas fabulosas, muito interessantes, com sentido de humor apurado e viajantes, yey! São exactamente como nas cartas que escrevemos mas ainda numa versão melhorada. Portanto foram dias de muito cansaço físico e psicológico mas ao menos estava em excelente companhia. 

A minha conclusão é que, primeiro, fui para este encontro com expectativas completamente distorcidas, porque este é já o quarto encontro (o primeiro para mim) e não sabia bem para o que ia então deixei andar, como sempre. E segundo, um encontro destes só faz sentido se durar 2 ou 3 dias em que estamos numa mesma casa por exemplo, sem grandes actividades pelo meio e depois os últimos 2 ou 3 dias fica quem quiser para explorar a cidade com mais calma. Para um próximo encontro dei a dica de alugarmos casa no Algarve com piscina e em frente ao mar em que cada uma ficava responsável por cozinhar algo do seu país, mas apenas algumas ficaram entusiasmadas com a ideia e outras acham que Portugal é longe. Pois. 
Assim sendo, para o ano, vou reconsiderar muito bem se participarei deste encontro, porque ao invés de sair de Portugal para desanuviar, voltei mais parecia um zombie :P 
Desculpem mas viajar, para mim, não é isto. 

Digam lá de vossa justiça, gostam de fazer excursões? Onde viajaram em excursão? 


29 comments:

  1. Excursões? Não, obrigado.

    1. Não gosto de andar em "bando".
    2. Quero ser eu a decidir onde ir, o que comer e onde comer.
    3. Nem todos temos os mesmos gostos para irem todos para o mesmo sítio.
    4. Não me sinto "à vontade" pois gosto de ter o meu tempo para absorver todas as novas coisas que me rodeiam e gosto de ter tempo para fotografar.

    A única situação em que costumo fazer uma espécie de excursão quando vou viajar é walking tours mas são apenas cerca de 3h, conheces lugares e pessoas fixes e depois disso vais à tua vida e fazes tudo como bem entenderes.

    Pena que tenhas regressado de uma cidade como Hamburgo assim exausta e um pouco desiludida. É como se tivéssemos desperdiçado tempo e dinheiro que poderia ser aplicado noutra viagem à nossa maneira. :(

    ReplyDelete
    Replies
    1. As walking tours São das coisas mais maravilhosas que inventaram. O conceito é fantástico: mostrar a cidade com historias caricatas e depois ofereces um donativo conforme as possibilidades economicas e a qualidade do tour.

      Delete
  2. Eu sou o modelo independente :p com uns laivos de aventureira, mas planeio tudo até por uma questão de orçamento. Mas excursões...confesso que não é para mim. Eu gosto de ter planos, mas um plano folgado, e feito à minha medida ou de quem está comigo. Embarcar em algo num grupo gigante já sei que é para me deixar mal disposta ou com pena de não poder ver o que quero...e tu foste mesmo apanhada na esquina aqui! Que estafa!

    Jiji

    ReplyDelete
    Replies
    1. Tal e qual não fiz nada do que queria. Mas também fomos a lugares que se calhar nem ia e que adorei, o problema é que ficávamos uns escassos minutos e nexxxxxxt. Não dava para absorver nadinha =P

      Delete
  3. Ó Martinha, o que tu sofreste nessa excursão! Ahaha
    Eu já conhecia a tua história na primeira pessoa, mas lê-la tornou tudo mais "real". Gosto que sejas sempre tão honesta em relação às tuas experiências, gosto mesmo. E hey, excursões não são para toda a gente! Eu, por exemplo, não sou de excursões com grupos, porque acho muito difícil que toda a gente fique satisfeita, tendo em conta que num grupo há opiniões e vontades tão díspares.

    Dos teus tipos de viajantes acho que não me identifico com nenhum, sinceramente. Não gosto nem tenho paciência para resorts, nem para excursões, mas também não sou mochileira nem tenho por hábito fazer amizades com os locais porque não viajo durante muito tempo seguido.

    Mas como dizes, o importante é viajar! :)

    Joan of July

    ReplyDelete
    Replies
    1. Hehe também não me identifico com nenhum destes exemplos =) admito que já passei por resorts feitos de canas de frente para o lago a custarem 30€ a noite que era capaz de ficar 3 ou 4 noites hehe mas só se soubesse que teeia mmais duas semanas de viagem! Sabe tão bem acampar também.

      Uma estafa Catarina Maria, uma estafa de viagem =P

      Delete
  4. De facto viajar em excursão não dá coisa boa. Já passeios em excursão é o que é quanto mais viajar para outro país... Na minha opinião não faria, mas isso sou eu. Ah e acham Portugal longe? É a mesma distância que ires para lá, mas enfim!
    Beijinho

    ReplyDelete
    Replies
    1. Aí está, uma piada mesmo, eu posso ir ter com toda a gente mas virem cá ter com melhor temperatura tá quieto. Faz me lembrar aquelas pessoas que estão sempre a dizer que njnca as vamos visitar... pois e tu quando me vens visitar? =D
      Beijinhos**

      Delete
  5. As pessoas com quem escolhemos viajar acabam por ter uma grande influência na forma como o fazemos, não é? Neste caso, estavas em minoria (ou, pelo menos, as outras pessoas não se manifestaram contra, o que não quer dizer que não estivessem) e as coisas foram completamente diferentes daquilo que querias. Eu percebo perfeitamente essa sensação de não querer abandonar o grupo, mas talvez fosse o melhor.

    Já sabes o que acho desse tipo de viagens, também não são para mim. A minha única experiência foi em Auschwitz e detestei. Eu preciso de ver as coisas ao meu ritmo, de sentir o lugar...

    Olha, eu cá aceito a ideia da casa no Algarve :D

    Mundo Indefinido

    ReplyDelete
    Replies
    1. É engraçado porque li o teu post de auschwitz e pensei que treta e dias depois estava a viver o mesmo pesadelo haha

      É por isso que adoroooooo viajar sozinha, desculpem lá mas é só brutal! Ou com mais duas pessoas ou mais quatro, sempre números impares (para decisões democráticas) menos de cinco =D

      Delete
  6. Olá!
    Sem duvida que viajar para fazer excursões não é a minha onda! Nunca o fiz, mas sou do estilo mais independente :)
    Por acaso tive em Hamburgo e Berlim em Abril, adorei as cidades!! Queria ter ido com melhor tempo, mas pronto, vou lá voltar de certeza.

    Beijinhos!

    ReplyDelete
    Replies
    1. O tempo na Alemanha é uma treta, especialmente quando não é Verão. Mas não reclamo, só na primeira e ultima tarde choveu de resto sol a raiar, o passeio de barco foi magnifico mas o vento de Hamburgo anda sempre lá.
      A voltar sem excursões =D

      Delete
  7. As excursões raramente são a minha primeira opção, ou segunda! Gosto de planear muito bem o que quero visitar, mas adoro fazê-lo ao meu ritmo. Assim parece que nem aproveitamos como deve ser...

    ReplyDelete
    Replies
    1. Não aproveitamos mesmo Inês. Neste caso fui "enganada" e nem sabia para o que ia =P lição aprendida.

      Delete
  8. Uma vez fiz uma e não gostei nada. O que era passar um dia de praia acabou por se tornar numa manhã passada no hotel a ouvir falar sobre mil e quinhentos produtos e numa tarde de praia.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Essa de se aproveitarem para fazer publicidade a um produto mata me, também já me aconteceu quando era miuda e fui con a mãe mais um autocarro cheio ao badoca park. Boriiiiing!

      Delete
  9. Confesso que viajar em excursão não é, de todo, para mim! Nunca o fiz mas só a ideia não me agrada (não sei bem porquê :p), mas lá está isto sou eu :)
    Há sempre gostos e vontades muito diferentes entre as pessoas e por vezes dá confusão :)

    A Marca da Marta

    ReplyDelete
    Replies
    1. Estás bem assim Marta, não faças jamais em tempo algum hehe

      Delete
  10. Não (espondendo ao título do post)!!!
    Realmente as excursões não são para mim... Gosto muito de ter o meu timing e de fazer o que me apetece no momento! Para para mim viajar é tb isso; aproveitar e viver aquele momento conforme nos apetece e não conforme está estipulado.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Viajar é liberdade! Excursões mais parecem pseudo prisões =P

      Delete
  11. Nunca viajamos em excursão mas a verdade é que não nos cativa muito hehe
    Achamos que não é bem para nós. Organizamo nos bem as duas e pronto :)
    Beijinhos**
    _________________________
    All The way is an adventure
    Jess & Rose Blog | Instagram | Youtube

    ReplyDelete
    Replies
    1. Mai nada meninas, thats the way to go, yeah!

      Delete
  12. Oi Martinha! Quando era miúda fiz excursões com a minha mãe e avó a Sevilha, lembro-me que gostava porque no autocarro ia um senhor a tocar acordeão e a cantar e eu gostava da parte da cantoria ;). Também fiz em 2001, do Algarve até ao Gerês, na altura fui com a minha mãe e os idosos cá do sitio, lol. Foram 2/3 dias. No geral até gostei. A primeira paragem foi em Portalegre, depois Castelo de Vide e Marvão, seguimos para Conímbriga onde visitamos as lindas ruínas romanas, com paragem em Coimbra para dormir. Fomos até ao Gerês e paramos em Braga para ver o Bom Jesus e era suposto irmos também visitar o Sameiro. Visitamos o Bom Jesus a correr porque já tínhamos pouco tempo e depois ficamos no autocarro à espera de um grupo (pai com filhos) que se demoraram porque fizeram ao seu ritmo, não respeitando o tempo estipulado (o que foi falta de respeito para com todas as outras pessoas) e assim já não deu para o Sameiro. Fiz outra em 2006 com as minhas colegas finalistas da Universidade, em Palma de Maiorca. Tínhamos 7 dias de viagem e tiramos 1 para excursão pela ilha. Desde essa altura nunca mais voltei a fazer excursões! Mas não quer dizer que não volte a fazer, depende. Aliás este ano nas férias vamos para Itália. 3 dias em Florença (sendo que 1 devemos ir em excursão por alguns locais da Toscana), depois 1 tarde em Milão e 4 dias pelos Alpes (só em modo caminhadas e relax) e depois 1 dia para Bérgamo! A verdade é que temos estado constantemente a mudar o roteiro, lol. Depois do que tu e outra pessoa me disseram eliminamos Milão, mas como vamos de comboio de Florença para lá, ficamos só uma tarde e dormimos antes de ir para os Alpes. Mais sugestões diz ai lindona! Em relação às excursões não sou fã, exatamente pela questão de ser tudo muito a correr, mas são um ponto de partida por vezes quando tens pouco tempo e queres ficar com uma ideia. Depois da viagem ao Gerês já voltei a Portalegre, Castelo de Vide e Marvão com bastante tempo, tudo nas calmas para apreciar, porque já sabia que valia a pena dispender o meu tempo lá :). Aliás faço muitos fins de semana no Alentejo... adoro a calma, as paisagens, a comida, os rios, os ribeiros, os recantos e encantos! Beijinhos e continua a partilhar as tuas aventuras!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Lembro me dessa viagem Sandra, estavamos ainda no liceu.
      Pois eu acho que o meu grande amor pelas viagens não começou antes por causa daquelas excursões em turma ou das excursões com a mãe até que decidi fazer um interrail com o primo e melhor amiga em vez de viagem de finalistas e pronto aí percebi que viajar podia ser aquilo e aquilo realmente era brutal =D
      Beijinhos amiga, vemo nos em breve!

      Delete
  13. Ui Marta! I feel you!! Confesso que não iria conseguir entrar nisso!!
    Eu sou como tu, uma free spirit que não gosta de estar dependente de ninguém e nem dependente de actividades que não estou minimamente interessada em fazer. Já fui a sítios com amigas mas sempre correram bem porque sabíamos onde queríamos ir, e mesmo que fossem para restaurantes caros eu iria depois a um café mais barato ou ao supermercado comer uma sandes, sem problema algum! Ainda há países que gostava de voltar!
    Espero que tenhas recuperado! Mas fico feliz veres o lado positivo da experiência! Pelo menos já sabes o que não gostas :)
    beijinhos!!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Eu nunca gostei de excursões, quando ias com a turma ou com os pais não tinhas grande voto na matéria mas hoje em dia já podemos tomar essa decisão e eu recuso me sempre fazer excursões pela falta desse lado free que falas. Proxima vez tenho de estar mais atenta, não pode voltar a acontecer, ainda por cima uma viajante profissional como eu hahahaha
      Beijinhos Guida linda* Obrigada pela tua partilha!

      Delete
  14. Ahahahah ya, tu és profissional não te podes deixar enganar. :P Durante o tempo de liceu a minha única viagem foi essa com a minha mãe e a que fizemos a Lisboa/Sintra com a turma. Lembro-me que foram todos ao Porto e eu não quis ir, e também me lembro que foram a Lloret del mare e eu nada, não me quis meter nisso lol, muita confusão!! eheheh

    ReplyDelete
  15. Eu gosto de free walking tours mas de excursões nem tanto :/ estás vinculada àqueles planos durante todo o dia e se não te agradar, depois sentes-te mal por ir embora. E acabas por não aproveitar nem estar feliz ali. Beijo

    thebrunettetofu.blogspot.pt

    ReplyDelete
  16. Eu gosto bastante, desde que o grupo seja divertido, descontraído e que essencialmente saiba aceitar as diferenças e preferências de cada um. Este equilíbrio não é fácil de se encontrar, mas quando se encontra, é perfeito! =)
    Beijinhos

    ReplyDelete

Grata por comentares, adoro saber o que passa pela tua mente.