April 28, 2019

À descoberta do Hotel (abandonado) Parque



Já não é novidade para ninguém que quando chego a uma cidade que nunca visitei a primeira coisa a fazer é interagir com as gentes da terra. 
Chegamos às Caldas da Rainha com algumas ideias do que iriamos visitar mesmo assim perguntei a uma jovem os seus top 3 e se haviam lugares abandonados na zona. Realmente existem alguns mas ela falou com tanta emoção do Hotel Parque em São Martinho do Porto que quase nos vimos obrigados a ir dar uma espreitadela. 




Mal chegamos a São Martinho do Porto fiquei logo deslumbrada com o sítio. Mesmo pequeno como gosto à beira mar plantado. É um lugar tão acolhedor, só tenho pena que o vento não nos dê tréguas em nenhuma estação do ano. 
Depois de algumas peripécias lá chegamos ao nosso destino :) 
O Hotel Parque foi construido em 1910. Foi António Rosa, emigrante no Brasil, que decidiu erguer esta maravilha arquitectónica, inspirado nos géneros mais populares da época: a arte nova, a arte deco, o Brasil, o chalet e a belle-époque. 
Inicialmente era uma casa de luxo, passou a ser um negócio com o nome de Pensão Rosa para mais tarde tornar-se o Hotel Parque. 
Em 1956 a administração decide fechar o Hotel Parque e nunca chegaram a um consenso em relação à sua renovação, sendo que o Hotel encontra-se completamente ao abandono desde os anos 80. 





As minhas expectativas sobre este hotel eram baixissimas, tanto que quando lá entramos nem podiamos acreditar! É enorme com os seus 4 andares, os quartos são espaçosos com casa de banho privada e ainda existe muita mobilia e objectos intactos. 
Infelizmente encontra-se num estado de degração avançado e arriscamos um bocado em certas zonas em que a madeira estava podre. Vejam só o buraco gigante na terceira foto. Sim, aquilo era um buraco com a casa de banho lá ao fundo...





Fiquei imediatamente deslumbrada com este hotel. Não só porque ainda tinha cortinas e mobilias a gritar anos 20 mas também porque cada quarto, cada sala, cada corrimão contava uma história. 
Pela primeira vez deparei-me com animais mortos enquanto explorava um lugar abandonado. Eram dois gatos em sítios diferentes, os seus corpos já estavam num estado de degradação avançado, o que nos leva a crer que escolheram o hotel para esperarem pela morte.
Editado: afinal já tinha visto um pombo morto numa casa abandonada em Sintra :P obrigada Raquel por me relembrares haha





Eu nem queria acreditar na quantidade parva de loiça que ainda havia na cozinha. E a luz tão bonita a entrar dentro dela! Fez-me lembrar um bocado da minha visita aos apartamentos em Chernobyl, em que as pessoas tiveram de evacuar as suas casas num instante, deixando todos os bens materiais para trás. 





Por vezes sonho em que estou num sítio como esta última foto. Provavelmente era aqui que os hóspedes tomavam o pequeno almoço ou conviviam no meio de uma bebida ou duas. Consigo ouvir as gargalhadas e o burburinho no ar. O cheiro a torradas saídinhas da cozinha acompanhadas de ovos mexidos. 
Os lugares abandonados têm este efeito em mim, imaginar como teria sido aquele lugar noutros tempos, o que faria se este lugar fosse meu ou o que será deste lugar no futuro? 

Quem daqui também gosta de explorar e fotografar lugares abandonados? Que lugares abandonados recomendam uma visitinha?

Join the conversation!

  1. Eu teria um pouco de medo de ir aí ... mas vá em grupo e de dia deve ser emocionante!! Imaginar como era antes .. e tb ver como as coisas em pouco tempo são feitas em pó !

    ReplyDelete
    Replies
    1. Sim, dá medinho mas é essa adrenalina que também buscamos quando exploramos sítios como estes. É triste ver o estado de degradação de um edifício com tamanho potencial.

      Delete
  2. Muito, muito fixe. Eu não costumo visitar casas ou palácios abandonados, mas sim aldeias inteiras, e costumam ser experiências excelentes. Gostei muito de ver estas fotos, parabéns!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Aldeias inteiras também especialmente depois de ter visitado chernobyl :)

      Delete
  3. Realmente parece ser um local fantástico.

    ReplyDelete
    Replies
    1. É mesmo, apaixonados por lugares abandonados têm MESMO de visitar esta reliquia. Foi um prazer enorme fotografa-lo!

      Delete
  4. Dá-me uma certa tristeza ver lugares assim ao abandono. Ainda assim, surpreendeu-me o facto de algumas partes desse hotel estarem quase intactas... Gostava de visitar também!

    ReplyDelete
    Replies
    1. A mobília especialmente! Normalmente as pessoas levam imensas coisas destes sítios, o que eu não concordo porque assim estamos a dar a possibilidade a outras pessoas que visitam de ver como era realmente o espaço.
      Há muito por explorar neste hotel, se voltasse iria encontrar coisas novas =)

      Delete
  5. Uau... que fantástico. Adorava ver !!

    ReplyDelete
  6. Que sítio incrível, Marta! Adoro ir lá um dia.
    É impressionante como algumas zonas estão tão degradadas e outras quase impecáveis!

    ReplyDelete

Grata por comentares, adoro saber o que passa pela tua mente.

© Viver a Viajar.