8 COISAS QUE ADORO DE LISBOA


Esta semana faz precisamente um ano que estou a viver em Lisboa. Cinco anos antes não tinha uma casa fixa, a minha casa era onde estava a viajar no momento . Por mais bonita que seja esta ideia de estarmos sempre a mudar de poiso, já estava a precisar de parar um pouco - a menina que viajou quatro meses este ano haha - e ter o meu cantinho, o meu lar. 
Por isso, há dois anos atrás, quando o Bruno disse naquela manhã de Outono na Califórnia, que queria estudar Psicologia em Lisboa, fiquei triste e meio desorientada, pois sempre ouvimos falar que Lisboa não passa de uma cidade poluída, cheia de gente e stress. Um ano depois, foi só a melhor coisa que fizemos. 

4 FESTIVAIS DE VERÃO 2016 QUE PARTICIPEI



Se me seguem pelo Shanti Free Bird há um tempinho, sabem que sou uma fãzona de festivais e que não perco o Boom Festival por nada. Porém este ano foi diferente: desde 2010 que faço deste festival prioridade, ou seja, no matter what tenho de estar em Portugal nessa semana de Agosto e não me apetecia fazer isso mais uma vez. Além disso, estando a viver em Lisboa, queria experimentar outros festivais e, como sabem, o bilhete para o Boom é mais de 100€ (não estou a reclamar, vale cada cêntimo) e com esse dinheiro conseguiria ir a três festivais mais pequenos.

6 ON 6 :: ARQUITECTURA



Mais um dia 6, mais um tema para o 6 on 6! Este mês decidimos que o tema seria Arquitectura e não podia estar mais feliz. Costumo dizer que se pescasse alguma coisinha de Matemática era exactamente o curso e profissão que escolhia para a minha vida. Apaixona-me todo o processo de brainstorming, projecção, desenho. Também de renovação, passar de um edifício em ruínas para uma obra de arte, sem que perca a sua identidade, quase que como um golpe de magia.

Quando viajo gosto de visitar cidades pela arquitectura e, embora as nossas queridas cidades Lisboa e Porto sejam de uma beleza extraordinária, Quito e Cuenca no Ecuador são igualmente incríveis. Todos aqueles prédios coloniais com varandas de ferro fazem-me suspirar. Quando as observamos quase que conseguimos tele-transportar para uma outra Era.