VIAJAR EM CUBA: 10 DICAS PARA FACILITAR A ESTADIA



Este meu regresso está a meio gás. Já sabem que quando a vida está ocupada o blog é que acaba por levar por tabela, mas agora que já encontrei um novo lar finalmente vou organizar-me de forma a actualizar este espaço o mais regulamente possível. 

Já vos devia uma publicação sobre viajar em Cuba, não? Parece que de repente toda a gente quer viajar neste país que mais parece que parou no tempo. A verdade seja dita, a melhor altura para viajar em Cuba é AGORA. A sua situação política está muito instável desde que Raul Castro demitiu-se do cargo de presidente e ninguém sabe o futuro deste país. O mais certo é ser todo reabilitado e finalmente apostarem mais no seu desenvolvimento e assim teremos uma Cuba que perdeu parte da sua essência. Por isso marquem lá esse voo :) 

Pela primeira vez em toda a minha história de 10 anos a viajar fiz uma pesquisa exaustiva sobre um país antes de viajar. Normalmente planeio um pouquinho e o resto gosto de me surpreender, mas com Cuba sabia que esta ideia poderia dar para o torto e ver-me aflita por diversas vezes. Até comprei um guia de Cuba. What? Sim, sim. Queria garantir que a minha tão esperada viagem a este país no top 5 países a viajar há muito tempo corresse pelo melhor e ainda queria aprender mais sobre a sua vasta História. 

Mesmo lendo imensos blogs e contactando imensos bloggers com imensas questões, durante a minha viagem a Cuba tive alguns percalços, isto porque o país ainda não está preparado a 100% para receber turistas e muito menos backpackers. Na verdade não existe distinção porque quando perguntas algo vão te logo mandar para lugares turisticos ou restaurantes mais caros. Cada vez que apanhava uma guaca aka autocarro local em Havana sentia-me uma alien por ser a única estrangeira mas sempre fui bem tratada e sempre ajudaram-me a entender qual seria a minha paragem. 

Sem mais demoras, vamos então às 10 dicas para facilitar a estadia em Cuba


1. Existem duas moedas 
Sim, leram bem. No ínicio é estranho mas depois habituas-te. Existe a Moneda Nacional ou peso cubano denominada de CUP, a moeda utilizada maioritariamente pelos cubanos e o Cuban Convertible Peso (CUC) utilizada pelos estrangeiros. Na verdade cubanos e estrangeiros utilizam ambas as moedas, o CUC surgiu porque os estrangeiros têm maior poder de compra, para terem uma ideia 1 CUC/1.15€ equivale a 25 CUP.
Os CUC utilizas para pagamento do alojamento, restaurantes, cartões de internet, transportes como via azul ou carro partilhado, taxis, cafés turisticos, museus, guias turisticos, mercados de artesanato.
Quanto ao CUP utilizas nos cafés e restaurantes locais, nos transportes locais como o autocarro em Havana e mercados ou bancas de fruta na rua. Mas pergunta antes porque há restaurantes, cafés ou mercados que aceitam ambas as moedas. 
Aqui, o meu melhor conselho, é trocar alguns CUCs por CUPs para poupar dinheiro. No meu caso troquei 20€ para 11 dias para poder usufruir do autocarro em Havana por apenas 1 CUP (3 cêntimos?), comer pizzas na rua por 7 CUP (0.30€) e para contribuir no WC ou oferecer a artistas na rua. Nos últimos dias ainda tinha o equivalente a 13€!! Este dinheiro rende a valer :) Gasta todos os teus CUPs porque são díficeis de trocar por euros. 
O segundo melhor conselho: muito cuidado na hora do pagamento, mantem em separado os CUPs dos CUCs pois podes cair no erro de pagar 20 CUPs com uma nota de 20 CUCs!! 

2. WiFi? O que é isso? 
A internet em Cuba é quase inexistente. A forma mais eficaz de a conseguires é através da compra dos cartões ETECSA que podes adquirir em qualquer quiosque ou loja ETECSA, se comprares a alguém na rua saem-te mais caros pois o vendedor tem de ganhar algum lucro ;) 
Basicamente tens cartões de uma hora (custa 1 CUC) ou de cinco horas (5 CUC), onde ligas-te num hotspot, normalmente numa praça ou quando avistares um aglomerado de pessoas com o telemóvel na mão já sabes que tens um hotspot aí :D A
Como utilizar este cartão? Através do teu telemóvel clicas em WiFi e ligas-te à rede ETECSA, depois vão te pedir o número de usuario e palavra passe que constam no teu cartão. Atenção!! Fazer log out e desligar o WiFi sempre que terminares, ou acabas como eu que tinha um cartão de 5 horas e não usufrui metade pois continuou a contar. Para prevenir, aconselho a compra de apenas cartões de uma hora.
Esta internet pode ser rápida ou lenta, depende da rapidez dos hotspots ou se várias pessoas estão a utilizar ao mesmo tempo. 
Muito cuidado ao raspar os números do cartão pois se o fizeres com muita força podes apagar os números e assim não tens como aceder ao WiFi. Sim, claro, aconteceu comigo com o primeiro cartão, utilizei uma moeda de forma bruta e era o tal cartão de 5 horas! O que vale é que fui a uma loja ETECSA e trocaram o cartão sem problemas. 
Precisas de mostrar o passaporte para comprar os cartões de internet. 


3. Os bilhetes de autocarro para longas distâncias
De momento, a única companhia de autocarros em Cuba para estrangeiros (sim, até nisso há distinção!) é a Via Azul. Aconselho a sua utilização, sempre a horas, apenas uma vez teve um atraso de duas horas (!!!) para abalar porque furou o pneu na viagem anterior. Habitua-te, Cuba é cheia de imprevistos :D 
Se souberes o teu itinerário completo e conseguires reservar os bilhetes pela internet antes de abalar para Cuba tanto melhor, se não conseguires aconselho a fazê-lo no primeiro dia assim que chegares. Dirige-te à rodoviária Via Azul e compra todos os bilhetes que já souberes as datas, isto porque só há de uma a três saídas por dia para cada destino e acabam muito rápido. 
Tenta ir sempre no horário da manhã para aproveitares o resto do dia. 
No hotel ou casa particular normalmente oferecem o serviço de carro partilhado, é um pouco mais caro mas se tens esse dinheiro extra e gostarias que te fossem buscar ao alojamento então é uma boa escolha. Espero é que o carro não seja pequeno e que não vão 5 pessoas hehe a viagem pode tornar-se pouco confortável.  

4. Comida vegetariana
Como sabem, sou vegetariana e tenho a dizer que penei os primeiros dias. Aos poucos fui percebendo como poderia continuar viva sem passar fome :D Ao pequeno almoço comia ovos, pão e se possível fruta, quase todos os hoteis e casas particulares oferecem essa opção por 4 ou 5 CUP mas normalmente conseguia na rua por 2 ou 3 CUP. Ao almoço ou jantar comia moros con cristianos, ou seja, arroz com feijão, salada e se possível legumes salteados ou então pizza ou massa com legumes. Sempre que encontrava uma banca na rua com fruta comprava para ter comigo na mochila, também cheguei a comprar amendoins. 
Malta vegan, viajei 3 dias com uma menina brasileira vegan que ainda bem trouxe uns snacks do Brasil, de resto ela fazia a mesma alimentação que eu tirando os ovos do pequeno almoço. 


5. Alojamento em Airbnb Cubano
É certo que existe a possibilidade de Airbnb através do site (nunca utilizaram? Então inscrevam-se através deste link para obter 35€ de desconto na primeira estadia) mas há mais variedade de casas, por isso sugiro que quando chegares ao novo destino cubano que procurem uma casa particular ao vosso gosto e ao vivo e a cores (são casas com o símbolo branco e azul como na foto acima) ou peçam recomendações a amigos ou perguntem na última casa particular que ficaram. 
Quanto aos preços há para todos os gostos, desde casas mais simples por 15 CUC a noite ou casas mais com vista para o mar ou muito bonitas por 80 CUC. 
No meu caso apenas dormi em casas particulares e adorei a experiência, o quarto estava sempre limpo e normalmente tem casa de banho privada. Há também a hipótese de ficarem em hoteis, que normalmente são governamentais ou então nos resorts caso o destino seja de praia. 

6. Trazer Produtos de Higiene
É fulcral garantir que trazemos a pasta de dentes no necessaire ou que trazemos shampoo suficiente para a nossa estadia uma vez que é complicado arranjar destes produtos à venda. É possível encontrar mas vais perder tempo pois não é qualquer supermercado que tem, como acontece na Europa. 
Além disso a variedade é reduzida e não vais encontrar as típicas marcas de shampoo ou gel de banho, mas sim marcas cubanas desconhecidas. 
Trazer muitos lenços de papel, pois muitas das casas de banho públicas não têm. 


7. Falando em casas de banho...
Mesmo incorporadas em restaurantes e cafés, quase todas são pagas. Normalmente deixas um donativo (hello CUP!) mas algumas têm um preço fixo que normalmente é irrisório mas para quem não está habituado pode parecer um golpe para angariar dinheiro. Normalmente oferecem um bocado de papel higiénico quando fazemos o pagamento ;) 

8. É perigoso?
Ainda bem que fiz a minha pesquisa antes de abalar para Cuba, caso contrário nalgumas alturas pensaria que iriam arrancar-me um rim a qualquer momento :D 
Pelos vistos luzes nas ruas é algo que não abunda em Cuba, então de noite ficas a tremer um bocado porque está mesmo escuro e dá aquela sensação de filme de terror. Mas não passa de uma questão de luminosidade porque as pessoas estão simplesmente no seu quotidiano e se for preciso nem reparam que estás a passar. 
Cuba é assim como qualquer lugar no Mundo, podes estar à hora errada no lugar errado. Senti-me sempre segura e nunca houve situações de tensão, muito pelo contrário! Os cubanos são simpáticos por natureza e tratam os estrangeiros como se fosse família. 


9. Assédio a toda a hora e todo minuto?
Nos primeiros dias em Cuba estive com a minha amiga mexicana Gabriela, no mesmo dia que ela abalou chegou o meu irmão e tenho uma coisa a dizer-vos, que diferença abismal!
Na primeira noite, mal eu e a Gabi saimos da nossa casa particular veio logo um rapaz com uma guitarra cantar para nós, a dizer o quanto eramos bonitas
Eu não tenho paciência para estas coisas, aliás, vejam como me visto no dia a dia ou para sair à noite ou reparem que raramente uso maquilhagem e percebem que evito ao máximo estar bonitinha só para não ouvir piropos na rua (ok, não levem esta última frase tão a peito porque no final visto-me como quero e bem me apetece). 
No dia seguinte, era o tempo inteiro "Ehhh guapas" ou "Tienes novio?" ou "Ohh que lindas". Resta dizer que não estava a gostar nada da brincadeira e quase que tive que fazer o gesto do dedo algumas vezes. Estava mesmo chateada com esta situação e só queria que este assédio parasse. 
Até que avistei uma cubana toda poderosa (elas são assim todas gatinhas, gostam de mostrar as pernas e o peito, todas femininas e cheias de girl power) com uns quilinhos a mais, a ser alvo de piropos por um homem da sua idade. Eu a pensar que ela iria bater-lhe com a mala na cabeça, não, sorriu-lhe a ainda manda-lhe um "gracias". WHATTT? Esperem, o que é que não entendi muito bem aqui? Comecei a observar melhor e percebi que os homens em Cuba olham à descarada os rabos de todas as mulheres do Mundo e mandam as suas dicas. 
Até que percebi! Afinal eles não fazem isto por serem nojentos ou por assédio puro e duro mas sim para elevar a auto-estima da mulher e a verdade é que a minha auto-estima nunca esteve tão em altas! Mas admito que adorei quando o meu irmão chegou porque toda a gente pensava que éramos namorados ou casados e assim podia passar na rua "despercebida". 

10. O dolar americano não é bom
Como trabalhei nos Estados Unidos da América e fui de lá para o México e do México para Cuba, a minha moeda para gastar era o dolar e não o euro. 
Como sabem as relações de Cuba com os EUA não são das melhores então devido ao embargo sempre que trocares dolares vais ficar a perder bastante no câmbio uma vez que 10% fica para o governo. Trocado por miudos, se quiseres trocar 100 dolares em CUC dão-te apenas 90 CUC sendo que 1 dolar são 1 CUC. Ainda por cima ficam com mais 3% pelo pagamento do serviço de câmbio, o que no total resulta em 87 CUC os tais 100 dolares. Imagina que gastas 1000 dolares na viagem, serão 100 dolares para... nada? 
Já agora tragam euros convosco e em boas condições para trocarem porque os multibancos podem não aceitar o vosso cartão ou podem não haver multibancos :D 

Se chegaste até o final deste post, parabéns!! São as minhas 10 dicas principais e espero mesmo que ajudem na hora de planearem a vossa viagem a Cuba. 

Algum ponto que esqueci-me de referir que consideres importante? O que gostaste mais em Cuba? 


Segue nas Redes Sociais

17 comments:

  1. Cuba é uma falha no meu CV. Mas que espero colmatar em 2019... Vou guardar este post, pois está muito bom e parece-me uma excelente forma introdução à realidade do país.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Hahaha também era uma falha tremenda no meu mas assim que tiver uma breve oportunidade zumbasss foi logo =D

      Delete
  2. Que dicas ótimas :) eu estive em Cuba em 2006, imagina! E pelo teu artigo vejo que há coisas que mudaram muito, outras nem tanto. :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Simmm já desenvolveu nalgumas coisitas mas esperemos que mantenha a essência.

      Delete
  3. Adorei o post! Cuba deve ser um país muito interessante para se conhecer. Achei curioso o tópico sobre o assedio, pq acredito que eu me sentiria da mesma maneira que vc a respeito disso.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Sim, é mesmo muiiiiiito interessante. Olha Camila acho que qualquer mulher sente se assim =P

      Delete
  4. Excelentes dicas!! Eu também não sou nada de planear, só mesmo um "apanhado" geral para ter alguma noção para onde ir... Espero conseguir ir breve a Cuba...vamos ver, o maior entrave são os vôos que não são nada baratinhos...Obrigado aí pelas dicas, e li até ao fim hahhah

    ReplyDelete
    Replies
    1. Bem, o meu irmão conseguiu por 500€ ida e volta em Dezembro... parece me um preço razoável se fores no mínimo duas semanas.
      Parabéns por teres lido até ao fim Manuel!!

      Delete
  5. Boas dicas, vou para lá daqui a 15 dias. Para além dos autocarros da Via Azul não podemos andar em mais nenhum, mesmo? E carona, dá para usar?

    ReplyDelete
    Replies
    1. Nope só via azul, só tens mais uma companhia e é somente para cubanos e cubanas.
      A boleia é muito aceite lá! Eu não experimentei mas conheci pessoas que dizem que resulta porque os próprios cubanos o fazem e deve ser uma aventura brutal =)

      Delete
  6. Que post interessante. Faz tempo que tenho um fascínio por Cuba e esse tipo de dica ajuda em muito quem busca por informações. :-D

    ReplyDelete
  7. Dicas super valiosas! Muito bom saber dessas coisinhas pra não ter problemas com bobagens!Tudo anotadinho pra quando eu for! Beijos!

    ReplyDelete
  8. muito interessante esse aspecto q nem em todo lugar tem shampoo, uma coisa tão comum né! irei preparada!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Cuba é mesmo assim, aquele sítio que... nunca se sabe =D

      Delete
  9. Que saudades de Cuba Marta...
    Focaste pontos bem interessantes, que eu não sabia quando lá estive. A questão das 2 moedas realmente não foi fácil de perceber nos primeiros dias. Wi-fi então há uns anos, nem sequer sabiam o que era!!!

    ReplyDelete

Grata por comentares, adoro saber o que passa pela tua mente.