PASSO-A-PASSO DE COMO CHEGAR AO MACHU PICCHU



Há que juntar o útil ao agradável, concordam? Então, já que iríamos ao grandioso Machu Picchu porque não parar por uns tempos? 
Durante duas semanas estivemos num hostel em Cuzco a fazer voluntariado e nem imaginam como soube maravilhosamente bem parar um bom bocado num mesmo sítio. Desde Novembro que estávamos a viajar, a mudar de sítio todos os 2, 3 ou 4 dias, chegámos a Fevereiro e dissemos chega, vamos parar um bocado. Viajar também é isso, parar num mesmo lugar para poder saborear os costumes, explorar ao máximo o lugar e os seus arredores e nós estávamos ali no centro do Vale Sagrado. Oh tão bem que souberam estes quinze dias! Só não digo que soube a pato porque não como carne. 
Cuzco é a cidade onde normalmente os viajantes ficam hospedados para chegar até ao Machu Picchu. É uma cidade bonita, aconchegante e repleta de eventos culturais. Eu sugiro uma semana pelo menos em Cuzco para visitares os lugares à volta da cidade, as montanhas gigantes e as ruínas incas.

Voltando ao foco desta publicação: Como chegar ao Machu Picchu? 
Primeiro uma breve introdução. Em 1911, o Hiram Bingham estava a fazer montanhismo (ou trekking) pelo Vale Sagrado e, acidentalmente, encontrou Machu Picchu. É considerado Património Mundial pela UNESCO e está dentro da lista "As Sete Maravilhas do Mundo". Foi construído em 1450 pelo Império Inca mas 100 anos depois foi desabitado devido à invasão espanhola. Os espanhóis nunca encontraram esta cidade perdida, se o tivessem feito com certeza que a destruiriam. O Machu Picchu fica a 2430 metros da linha do mar, a Este dos Andes. 






Como chegar ao Machu Picchu?
Podes comprar uma excursão! A mais famosa é através de uma carrinha para 15 pessoas e os preços vão desde 100 dólares na época baixa e 130 dólares na época alta. Normalmente inclui: almoço, jantar, pequeno almoço, uma noite no hotel, transporte  Aguas Calientes - Cuzco (ida e volta) e guia no Machu Picchu.

Nós tentamos sempre evitar excursões porque ficam sempre mais caras e estamos dependentes do hotel e onde comer, que escolheram por nós.

Caso queiram chegar ao Machu Picchu sozinhos: 

1 - Apanha um autocarro da Estação Rodoviária Santiago para Quillabamba (5 dólares - 8 horas) mas sai na paragem de Santa Maria.

2 - De Santa Maria precisas de ir de táxi até à Hidroeléctrica. Para isso tenta encontrar mais 3 pessoas para partilharem os custos do táxi (20 dólares pelo táxi - uma hora e meia)

3 - Assim que chegares à Hidroelectrica prepara-te! Terás de andar duas horas pelo caminho de ferro até Aguas Calientes (a vila mais perto do Machu Picchu). Outra opção é apanhares o comboio que demora meia hora e pagas 25 dolares. Se fores peruano/a só pagas 6 dólares.

4 - Vais chegar tarde a Aguas Calientes então vai directamente ao Ministério da Cultura para comprar o teu bilhete de entrada para o Machu Picchu para o dia seguinte. Há um limite de bilhetes diários por isso mesmo esta deverá ser a tua prioridade assim que chegas. É possível que fiques cerca de uma hora na fila.
Os bilhetes estão em dólares americanos (Fevereiro de 2015): Estrangeiros - $42; Estudante Estrangeiro - $21; Parte da Comunidade dos Andes (Colômbia, Bolívia, Peru e Ecuador) - $21 e se for Estudante - $10.

5 - Procura um hostel ou vai acampar. Recomendo que fiques num hostel na época baixa porque normalmente está muito frio e chove (de Maio a Setembro está bom tempo). Caso não possas pagar para ficar num hostel não te esqueças de trazer roupa quente e um saco cama de Inverno.
Casa Machu Picchu Hostel (Morada: Av. Imperio de los Incas 636) é um bom lugar para te hospedares por ser limpo, bonito e com uma vista maravilhosa. Custa cerca de 8 dólares/noite num dormitório e inclui: chuveiro quente, wi-fi e pequeno almoço. O preço deverá oscilar na época alta.

6 - Sai da cama às 4 horas da manhã, toma um bom pequeno almoço e começa a tua missão de subir o topo da montanha. Porquê tão cedo? Para assistires ao nascer do Sol, se não tiver nevoeiro e porque queres passar a maior quantidade de tempo no Machu Picchu, acredita!!
Tens três opções para chegar ao Machu Picchu desde Aguas Calientes:
1) Apanha o autocarro (20 minutos - 12 dólares)
2) faz exercício e sobe mais de mil degraus (foi o que fiz, é lindo e demora de uma a duas horas, dependendo se és rápido ou nem por isso)
3) Caminha pela estrada do autocarro em ziguezague.
Não te esqueças que estás a subir em altitude muito rápido e por isso poderás ter dificuldade em respirar normalmente mas não entres em pânico, o truque é ires devagar ao teu ritmo e se por acaso sentires dor de cabeça desce alguns degraus para perderes altitude e pára por alguns minutos para climatizares. 

7 - Boa, parabéns, chegaste ao Machu Picchu! Prepara-te para tirar um milhão de fotos e de subir e descer muito. Se não tiveres guia tenta juntar-te a um grupo :) Diverte-te!












Informação Adicional:

- Traz toda a comida que puderes de Cuzco, Aguas Calientes é super cara (uma refeição que custa 6 soles em Cuzco, em Aguas Calientes são 20 soles). Compra água e snacks em Aguas Calientes se não o fizeres em Cuzco, como podes imaginar no Machu Picchu tudo é caríssimo (por exemplo um twix custa $3);

- Não há casas de banho dentro do Machu Picchu por isso garante que fizeste o xixizinho antes de lá chegares;

- As ruínas da cidade de Machu Picchu são fenomenais mas à volta também, por isso não te esqueças de ir até à ponte Inca e ao Templo do Sol, para terem uma visão magnifica da pachamama; 

- O meu conselho é que fiquem pelo menos 3 dias e 2 noites em Aguas Calientes, ou caso contrário vão andar super apressados/as e queres estar calmo e aproveitar ao máximo um lugar tão mágico.

- Se possível trás fruta para alimentar as lamas, elas adoram bananas!

Já estiveste no Machu Picchu ou gostarias de visitar? Caso tenhas visitado acrescentarias alguma dica?

Psssssst está a decorrer um Sorteio no Blog! Queres ganhar 1 dos 3 Ebooks "Como Ser Freelancer" Boa sorte!

9 comments:

  1. Ai Marta........... Que vontade de fazer as malas e partir!!!! Já!!! Peru está no meu top 3! Primeiro quero voltar à Ásia, depois quero muito conhecer essa maravilha. Nessa altura terás de dar-me todas as indicações, sim??? Por agora vou só sonhando. :)

    ReplyDelete
  2. Que boas dicas!
    Nunca estive no Machu Picchu mas quero visitá-lo em breve! :)

    A Marca da Marta

    ReplyDelete
  3. Não imaginas como adorei este post! Tenho o teu blog marcado com uma estrelinha para, quando precisar de viajar, vir cá ahahah

    Beijinhos
    That Girl

    ReplyDelete
  4. Olá Marta! Muito bom, eu não tenciono para já ir ao Machu Picchu mas o que é certo é que não consegui deixar de ler o artigo até ao fim porque adorei a forma como escreveste sobre esta aventura! Um dia que vá vou seguir as dicas, também prefiro ir à aventura em vez de ir na excursão com tudo estandardizado. :) Bjs **

    ReplyDelete
  5. Uauu.... nem imagino como será puro o ar ai. Quem lindas fotos. Uma coisas sei, nunca poderei aí ir. lindo lindo.
    Pinta

    ReplyDelete
  6. Aiiii Marta estes teus posts só me aumentam a minha vontade de viajar mais e mais!! Este destino encanta-me tantoooo! Quem sabe um dia....
    Beijinho grande

    ReplyDelete
  7. Que inveja! Quero muito ir :D

    Beijinhos

    ReplyDelete
  8. Assim é que eu gosto, chegar aos sítios por mim! É muito mais divertido, e é feito à nossa maneira :) Ainda não sei quando irei à América Latina, mas sem dúvida que estás no planos.

    Mundo Indefinido

    ReplyDelete
  9. Eu nunca tive grande curiosidade em relação ao Machu Picchu, mas agora fiquei cheia de vontade de lá ir! Para além de parecer um local onde se respira história e o passado, parece ter uma zona envolvente maravilhosa e com uma atmosfera mística. Cuzco soa igualmente bem :)

    ReplyDelete

Grata por comentares, adoro saber o que passa pela tua mente.