HANGOUT HOSTEL EM SIEM REAP [CAMBOJA]


 Este ano prometi a mim própria que iria partilhar convosco mais detalhes sobre os hostels que fico hospedada por esse Mundo fora. Mas se não o planear, não tenho fotos em termos de quantidade e qualidade para vos mostrar. Apesar de ficar em hostels lindissimos, normalmente, tiro uma ou outra foto a um promenor que tenha gostado... Não sei explicar, não é assim algo que me passe na cabeça "Hey Marta, tira aí umas fotos dos hostels onde ficas a dormir!"
Mas tinha mesmo de vos contar sobre este hostel pois pertence à categoria BBB (Bom, Bonito e Barato) e fica da terra do Angkor Wat, que eu sei que um dia vocês vão visitar e assim já ficam com a dica onde dormir :)

Como passei três dias sozinha em Siem Reap - quer dizer, com os gatinhos do hostel - à espera que chegasse a minha companheira de viagem, tive imenso tempo no hostel e então tirei uma resma de fotografias. 

Tal como na maioria das situações, cheguei a Siem Reap nem sonhava onde ficar a dormir. Prefiro ir à descoberta daquele hostel que me trás uma boa vibe, que tenha um equilibrio entre qualidade - preço e que o staff seja simpático.

A Ana Ferreira, a minha amiga que vive em Penhom Penh, capital do Camboja, indicou-me um hostel com piscina e tudo a um preço convidativo, então fui checar. Claro que estava cheio ^_^ Peguei na mochila, virei à direita e depois de dois minutos a caminhar encontrei um quadro preto que dizia "Dorms $3". Hmmm o preço era bem bom e assim de repente, o hostel parecia-me limpinho e bonito. Logo à entrada temos um corredor com canas à nossa volta, fiquei logo com um bom sentimento. 



Quem me atendeu foi a Yana, uma alemã que parecia mais nova que eu e dona do hostel. Recebeu-me com um sorriso tão grande e verdadeiro que já estava decidida: vou ficar aqui. Ficámos ali quase uma hora a falar, era o meu primeiro contacto com o Camboja, por isso a Yana deu-me dicas preciosas para uma estadia tranquila. 

O hostel em si era ao estilo familiar, mesmo como gosto. Os hoteis, embora normalmente mais confortaveis e dispendiosos, têm aquele ar formal que não tem nada a ver comigo. Gosto de pernoitar num ambiente onde possamos meter conversa com toda a gente, sem rodeios, como se nos conhecessemos há imenso tempo. O Hangout era mesmo assim, até o staff passava o dia a conversar connosco, se não tivessem mais nada para fazer. Trocávamos ideias, risadas, partilhavamos histórias da nossa vida. Embora a Yana fosse uma estrangeira a investir noutro país, todo o staff era local, excluindo o Ioan que era francês, tinha morado na China uns anos e agora estava há uns dois anos a morar no Camboja. 



Quanto à decoração e organização, o Hangout é um estilo simples em que apostaram no cimento sem pintura com muitas almofadas roxas e lilazes. a minha área favorita era a parte dos sofás onde esticavamos as pernas com uma mesa entre os sofás. Comi ótimos brunches e escrevi para o blog nesses sofás! Por falar em brunches, tanto a comida como as bebidas servidas eram divinais, adorei o falafel e todas as manhãs bebia um iced coffee, era o melhor da cidade e arredores :D
As outras áreas primavam pelo conforto, sempre com muitas almofadas. Gostei da ideia de reciclar pneus, pintar de roxo e tcharan mesas! 
Têm também uma mesa de snooker que podemos utilizar gratuitamente. Passei momentos divertidos a tentar acertar na bola :D


O dormitório era composto por uma casa enorme, com muito espaço e continha vinte e duas camas. Pode soar a muita gente e confusão mas a verdade é que montaram aquilo de uma forma tão bem pensada que até tinhas bastante privacidade. Eram um total de onze beliches com cortinas, então parecia que estavas no teu próprio quarto. Por baixo do beliche tinhas acesso a um cacifo com um cadeado para guardares os teus pertences mais valiosos. 
Por incrivel que pareça a malta respeitava os que estavam a dormir tanto de manhã como à noite e não faziam grande barulho. 


Sinceramente não tenho nada de negativo a apontar. Adorei ter encontrado este hostel! Estava sempre limpo, incluindo a área de casa de banho (se calhar um WC a mais não fazia mal nenhum). Fica situado numa zona a dez minutos do centro e na rua com restaurantes mais económicos e deliciosos da cidade. Era uma rua turista sim, mas era um turismo de backpacker, em que sentavamos na mesma mesa de desconhecidos :) 

O site do Hangout Hostel está em contrução mas podem dar umas olhadela na sua página de facebook. 

Qual é o tipo de alojamento que preferem? Hostel, hostel, tenda de campismo, ou outro? 



4 comments:

  1. Comigo acontece o mesmo, quando volto gostaria de partilhar este ou aquele sítio onde dormi, e depois não tenho fotografias decentes para mostrar... Tem mesmo de ser uma coisa consciente.

    Também não sou grande fã de hotéis... Gosto muito de hostels, e irei sempre adorar acampar.

    Esse local parece bem simpático, e o preço ainda convida mais!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Pois é, 3 dolares, até parece ser mentira! Também adoro acampar Catarina, mas nos últimos tempos tenho tido a necessidade de maior conforto, será da velhice? :P
      Tão bom estarmos em contacto com a Natureza e se ficarmos acampados pertinho de um rio ainda melhor, pois passamos a noite a ouvir a água correr <3

      Delete
  2. FINALMENTE consegui vir ler e comentar. Chiça, que estava a ver que não. A mim também nunca me ocorre tirar fotografias do sítio onde fico hospedada, é chegar e aproveitar, haha. O hostel é lindíssimo! Simples mas bonito, agradável! E barato! Percebo mesmo o que escreveste quanto à privacidade, basta haver algum tipo de divisória entre os beliches que uma pessoa sente-se logo mais resguardada. Eu adoro acampar, mas dado que gosto de viajar com pouca tralha atrás, os hostels são sempre a opção. Acho que desde que deixei de viajar com o meu pai que não fico em hotéis. Não compensa porque, para além de ser caríssimo, já há hostels para todos os gostos e feitios. E epa uma coisa a que me devia habituar era fazer isso, escolher o sítio onde ficar apenas à chegada. Ou reservar a primeira noite e depois desenrascar-me. Gosto de ir com essa parte resolvida para não ter de pensar no assunto e gastar o meu tempo, mas muitas vezes sai-me mal porque os hostels revelam-se bem piores do que pareciam nas fotos (a nível de limpezas e afins).

    Aonde (não) estou

    ReplyDelete
    Replies
    1. Bem vinda de volta Ana!! :)
      É verdade, há hostels de sonho mesmo! Se viajares com um orçamento médio consegues dormir por 8 a 10€ na Asia, num hostel lindo de morrer com condições magnificas. Só fica em casa quem quer!

      Delete

Grata por comentares, adoro saber o que passa pela tua mente.