DICAS PARA ORGANIZAR UMA VIAGEM COM ORÇAMENTO CURTO | A PLANEAR A MINHA VIAGEM A MARROCOS

Aquela viagem a Marrocos estava a ser adiada há demasiado tempo, estamos a falar de um país vizinho que fica, literalmente, aqui em baixo e que podemos ir de barco, sem grandes chatices ou reservas de voos. 

A minha paixão por viajar não é apenas quando já estou lá, a deslumbrar-me com as paisagens, a cultura diferente, a gastronomia. É todo o processo, desde o planeamento, o estar lá e as reflexões finais. 

Uma vez que estou na fase do planeamento para uma viagem de orçamento curto para Marrocos, decidi partilhar convosco a forma de como me organizo para ter uma viagem tranquila, sem gastar rios de dinheiro e evitando problemas pelo meio.

Antes de mais é importante ter em conta que planear é importante, mas planear cada detalhe não faz parte de mim. Isto porque por vezes planeio estar naquele sítio, naquela data mas conheci viajantes nos quais estou a passar bons momentos ou estou a gostar imenso de estar naquele sítio, então decido ficar por mais uns dias e, por exemplo, não visitar o próximo local planeado. É claro que há sítios que não queres mesmo perder, mas tem em mente que para garantires uma viagem calma e sem stress, o melhor é seres flexível e go with the flow :)

1. Pesquisar sobre o País
Primeiro faço uma pesquisa intensiva sobre a geografia, informação importante como visto, como lá chegar, etc. e lugares a visitar (uma vez no local pergunto aos nativos o que fazer, onde comer, o que visitar, eles oferecem as melhores dicas).
Normalmente escrevo "Marrocos o que fazer" no google e vou construindo uma lista. Prefiro as sugestões vindas de blogs pois são as mais sinceras e com pormenores importantes. Neste caso recomendo o blog do João e Rita Leitão - dois irmãos portugueses a viver no Sul de Marrocos - para dicas mais pessoais.
Há sites que não gosto de usar como o TripAdvisor porque as reviews são de pessoas que não conheço e que têm interesses diferentes dos meus. Prefiro perguntar aos meus amigos sobre as suas experiências!
Quando já tiver uma lista considerável escrevo tudo no google maps para ter uma ideia onde cada sítio fica localizado. Deste exercício retiro muitos lugares que são demasiado longe. Normalmente consta na minha lista final um mix equilibrado entre cidades, pequenas vilas, praia e montanhas.



2. Decidir a data de partida e chegada
A maioria dos viajantes têm dias estipulados pois voltam para os seus empregos e rotinas. Caso não tenhas data estipulada, aconselho que faças uma ideia de quanto tempo gostarias de viajar no país, até porque assim é mais fácil de planeares e decidires o teu orçamento.
No nosso caso, sem empregos à nossa espera e como iríamos apanhar o barco, comprando o bilhete no porto, não tínhamos uma data específica para abalar e chegar. Na verdade decidimos abalar, apenas uns dias antes :)

Sendo Marrocos um país com um estilo de vida económico e porque sabemos que quanto menos gastamos numa viagem, mais dinheiro teremos para a próxima viagem, achámos que 350€ seria um valor razoável para um mês de viagem. [Editado: Gastámos 400€ em 5 semanas]

3. Organizar o transporte
Como mencionei mais acima fomos de barco para Marrocos, mas para chegar até ao porto precisávamos de outros meios de transporte. Nos últimos anos em vez de autocarro ou comboio, prefiro usar o Car Sharing como meio de transporte, ou seja, uma pessoa que já ía para determinado sítio oferece boleia a quem queira ir para o mesmo destino e em troca divide-se despesas de gasolina e auto-estrada, se for o caso. Muitas pessoas não gostam da ideia de estar num carro com um estranho mas a verdade é que é seguro, é mais económico, mais amigo do ambiente e estamos a dar o nosso dinheiro a alguém de forma local e não a uma grande empresa milionária.

Como o nosso porto fica em Algeciras, na Espanha, decidimos procurar Car Sharing pelo Bla Bla Car, que funciona bem neste lado da Europa (Sim, incluindo Portugal!). Porém, é raro alguém sair de Faro para Algeciras, então pesquisei uma boleia de Faro para Sevilha e de Sevilha para Algeciras. Recomendo procurarem boleias com uma a duas semanas de antecedência.

Vocês devem estar a pensar "Então para ir de boleia mais vale ir para a estrada e esticar o dedo, assim não se paga nada." Pois é verdade, só que em Portugal e Espanha não existe a cultura das boleias, então o mais certo é ficares umas boas horas à espera que alguém pare o carro :P



4. Encontrar anfitriões no Couch Surfing 
Pressupondo que não tens familiares ou amigos que te possam hospedar, temos a tarefa de encontrar pessoas que têm disponibilidade para nos acolher em suas casas e para isso utilizamos a comunidade de viajantes Couch Surfing. "Oh Marta só nos trazes ideias assustadoras!" Não se preocupem, o CS é seguro, já fiquei em dezenas de casas no Mundo inteiro e ainda ninguém me roubou, fuzilou ou raptou :) O site está muito bem organizado, tens acesso ao perfil de cada membro onde vais te aperceber se a pessoa partilha dos teus interesses e ainda aos testemunhos deixados por outras pessoas.

Eu adoro o Couch Surfing! Ficar na casa de pessoas locais é das melhores experiências em viagens, pois elas dão-te as melhores dicas, contam-te histórias, ensinam-te sobre o país, por vezes servem de guias, partilhas a tua cultura, tens conversas extraordinárias... Fiz alguns amigos para vida através deste site!
Sim, é muito time consuming ver perfis, enviar mensagens, esperar, repetir... mas é grátis, ou pensavam que os 350€ eram também para ficar em hotéis? :D Caso não tenhas ainda um perfil lê as minhas dicas aqui.

Nota: Muitos dos Couch Surfers de Marrocos estão a aproveitar-se do CS, tentando arranjar clientela para os seus negócios, especialmente como guias através do Couch Surfing. Toma extra atenção aos perfis e lembra-te que é um site inteiramente grátis. 

5. Fazer a mala 
Já sabes, leva só o essencial! Eu tenho uma tradição idiota de deixar esta tarefa para umas horas antes de abalar, gosto de fazer malas sob pressão, está visto... Porém, não sou assim tão louca e tenho uma lista que vou fazendo ao longo da semana com coisas que me vou lembrando. Incluindo as peças de roupa exactas que quero levar.
Por isso, a minha melhor dica aqui é: fazer uma lista. Ah! E segui-la não vale "Ah já agora este vestido e aquelas calças!"

>> Se achas que este não é o teu estilo de viagem e preferes antes juntar-te a um grupo, então clica na Imagem que diz Marrocos na barra lateral e garanto-te que vais ter uma experiência fantástica :)

Este post apareceu primeiramente no meu blog em inglês, agora com actualizações. 

13 comments:

  1. Óptimas dicas :)
    xoxo
    www.prettyinpinkmc.blogspot.pt

    ReplyDelete
  2. Quando decidir fazer uma viagem vou, certamente, reler este post :P

    Beijinhos | http://anetadaluisa.blogs.sapo.pt/

    ReplyDelete
    Replies
    1. hehe Se precisares de dicas extra é só dizer Bárbara!

      Delete
  3. Oh Marta ler a forma como preparas as tuas viagens só me dá vontade de abalar por esse mundo fora, é mesmo incrível. Já há uns anos que ando curiosa com o couch surfing e sinceramente acho que para a minha próxima viagem vou experimentar :)

    um grande beijinho
    Vânia | Lolly Taste

    ReplyDelete
    Replies
    1. Vânia, força vai, faz couch surfing, é tão porreiro! Se tiveres questões envia um email :)

      Delete
  4. Sim, Marrocos é muito perto, é quase uma ofensa. Foi das primeiras viagens que fiz sem família, há quase 10 anos! Mas olha que gostava de voltar num futuro próximo :)
    Também és daquelas pessoas que adora planear a viagem, já a sonhar com o destino?

    ReplyDelete
    Replies
    1. Deve estar bem diferente! Sim, sonho muito :) Mas aprendi a não criar expectativas para ficar deslumbrada a cada jornada.

      Delete
  5. Já ando há uns tempos a pensar em Marrocos... Exactamente porque é aqui tão pertinho! É uma estupidez ir até ao outro lado do mundo e ainda não ter visitado Marrocos. Enfim, está nos planos! A forma como organizas as tuas viagens é parecida à minha :) Embora não tenha a mesma flexibilidade de horários que tu eheh

    Mundo Indefinido

    ReplyDelete
    Replies
    1. Foi exactamente na base desse raciocínio que prometi a mim mesma que ía a Marrocos naquele ano e assim foi. Já tinha ido à Australia, man!
      Ai Catarina, que assim que arranjar um trabalho esta flexibilidade vai terminar e vou ter de me orientar com 21 dias. Como? Não sei :P

      Delete
  6. Que ideias tão úteis, adorei. Também gostava muito de ir a Marrocos.
    Segui o blog.
    Beijinhos
    http://virginiaferreira91.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  7. Gostei muito das dicas! Desde a 'boleia' ao couch surfing, tudo coisas que permitem poupar dinheiro e viver a viagem de uma forma muito mais autêntica :)

    ReplyDelete
  8. Adorei seu post, muito mesmo! Tenho pensado no que dar-me de presente de formatura e a opção que mais tem prevalecido até o momento é uma viagem para Londres. Do Brasil até lá não fica tão barato, então adorei conhecer mais dicas. Eu tenho algum conhecimento do Airbnb mas não sabia nada sobre o CS. Vou dar mais uma pesquisada. Também acho a experiência de ficar em casas locais muito mais interessante do que hotéis e grandes lugares/sítios.

    ReplyDelete

Grata por comentares, adoro saber o que passa pela tua mente.