A BEAUTIFUL WEEK ♥ MARÇO


Hoje é o último dia do mês! Sim, para onde foi o primeiro trimestre de 2018? Também faço a mesma questão. É também dia de mostrar-vos mais uma A Beautiful Week
Posso dizer já de antemão que foi um mês relativamente fácil de fotografar, os temas eram muito bons! Daqueles que mal pensas na palavra e já tens a imagem final na tua cabeça. 
Que temas teremos guardados para este mês? 

♥ Week Nine :: Vulnerability

Admito que este foi o único tema deste mês em que dei mais voltas à cabeça. Penso que a vulnerabilidade seja algo intrínseco no nosso dia a dia mas que acabamos por não pensar muito nela. 
Como ultimamente tenho estado em contacto directo com pequenos seres humanos, lembrei-me como são delicados e frágeis. Nos seus primeiros meses de vida são completamente dependentes dos pais ou de adultos que os possam proteger, que os possam educar, dar comida. 
A sua inocência é tão genuína que podem ser facilmente raptados, acreditam em tudo que lhes dizem e ainda dizem tudo o que pensam.

♥ Week Ten :: Where you Live


Vivo em Lisboa há dois anos e meio e, por agora, sou feliz aqui. Depois de 5 anos a viajar o Mundo praticamente non stop tanto o meu corpo como a minha mente pediam para parar. Como costumo escuta-los com atenção decidi que Lisboa poderia ser um belo lar. Não tenho espirito de imigrante nem tão pouco via-me a voltar para o Algarve, precisava de continuar a aprender, a conhecer pessoas e a receber estimulos de todas as direcções senão era uma pessoa infeliz. Tenho esta necessidade de alimentar a minha curiosidade. 
Não é segredo para ninguém que fiquei totalmente rendida à capital e grande parte dessa paixão surge devido à zona onde vivo: o ilustre bairro de Alvalade. 
É verdade que podia deixar-vos fotografias magnificas de Lisboa, é uma cidade fotogénica mas achei por bem pegar na câmara e fotografar cantinhos do meu bairro. Ele é tão lindo! A sua arquitectura está designada para o sentimento de viver numa pequena aldeia e é assim que me sinto. Os prédios não possuem mais de 3 andares, tem varandinhas catitas, pintados de cores vivas e existe natureza por todo lado. As estações do ano são bem visiveis por estas bandas. Adoro quando chega a minha estação preferida, o Outono, e vou a caminhar para casa a pisar as imensas folhas secas no passeio enquanto admiro as diferentes tonalidades de vermelhos, laranjas e amarelos. 

Tenho de vos confessar uma coisa: senti-me uma invasora ao andar de câmara em punho a fotografar a casas das outras pessoas :D Houve um ou outro vizinho com uma cara surpresa e a questionar-se que raio andaria aquela moça a fazer? Por outro lado descobri mais detalhes fascinantes do meu bairro e isso deixa-me ainda mais feliz com a minha opção de viver aqui.

♥ Week Eleven :: Portraits of Loved Ones
Queria aproveitar o Chá de Bebé duma grande amiga do Algarve para sacar umas fotos para este tema mas depois achei que seria injusto não meter fotos de todos os meus grandes amigos do Algarve.
Assim cingi-me a uma única pessoa, à minha melhor amiga de Lisboa dona Patrícia :) Sempre que estou com esta miúda volto para casa cheia de boas vibrações. Quando estou com ela pergunto-me se mereço a sua amizade! Eu sei, que parvoíce, mas é tão bom para ser verdade. Parece meio obsessivo mas prometo que não é. Gosto de falar com ela sobre tudo e mesmo quando falamos de coisas menos boas terminamos a conversa com uma gargalhada. Isto só pode ser fantástico! Ainda por cima partilhamos praticamente os mesmos gostos seja acampar, viajar, festivais, caminhadas pela natureza, drum and bass, vegetarianismo, animais, fotografia, etc. etc. 
Ah! Se quiserem fazer rastas ou precisarem da sua manutenção aproveito para divulgar os seus excelentes serviços :) É só clicar AQUI para verem o trabalho e/ou contactar a Om Rastas. 
Esta ideia da colagem foi do próprio curso, a Elsie e Emma têm razão, agora quero fazer com todos os meus amigos, adorei o resultado!

♥ Week Twelve :: Black and White

Para este tema inspirei-me no insta do Tiago Pereira, digam lá que não é lindo de morrer! Gosto imenso de fotografia a preto e branco, especialmente das antigas, do tempo dos nossos pais/avós (se nasceste nos anos 80 para baixo hehe). 
Queria experimentar traços direitos que nos provoquem aquela sensação de infinito.


E agora é aquela parte entusiasmante que vamos ver o que os outros participantes andaram a magicar para este mês. Mais uma vez, os mesmos temas, perspectivas e formas de ver o mundo completamente diferentes. Yey! 
Depois não se esqueçam de voltar pois há pessoal que vai postar um pouco mais tarde. 



Segue o Viver a Viajar nas Redes Sociais

15 comments:

  1. Acertaste em cheio com a da vulnerabilidade. And, fiquei com uma ligeira inveja do teu bairro, é LINDO! Não fazia ideia que fosse assim! :D

    Que belo mês <3

    Jiji

    ReplyDelete
    Replies
    1. Então e quando vens visitar o meu bairro dona Jiji? :) é mesmo lindo, encantador, tem uma biblioteca numa casa antiga restaurada, muita árvore e plantas e vida. Uma vilinha autêntica da capital.

      Obrigada meu amor**

      Delete
  2. Adorei os teus cliques, Martuxa!

    Verdade! Para onde foi o primeiro trimestre de 2018? :o

    E que giro, moras em Alvalade! Eu agora moro nos Olivais, numa prédio também com poucos andares, inserida num baixo calmo e familiar e... estou a adorar!

    Mal posso esperar para ver o que tens reservado para o próximo mês!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Conheço muitas pessoas que dizem que o seu bairro de eleição é os Olivais. Eu entendo, há tudo lá e tem bastante verde. Por outro lado tem o maior defeito de todos, a meu ver: não podes ir a pé ao centro. Quer dizer, poder podes, demoras é uma eternidade. Para ser sincera, se é para viver em Lisboa que seja numa casa em que possa caminhar para (quase) todo o lado, sem estar dependente de transportes sempre.

      Obrigada Anuxa*** Também mal posso esperar pelo próximo mês ahhhh yeahhh

      Delete
  3. Adorei a tua fotografia a preto! Pessoalmente gosto muito de fotografias a preto e branco, nem sei bem porquê.

    ReplyDelete
    Replies
    1. É provalmente o toque, a leveza, o imaginário das cores...

      Delete
  4. Adoro estes posts!
    Gostei de todas as fotografias, em especial da primeira (um amor) e das do teu bairro, que é mesmo um recanto adorável numa grande cidade como Lisboa!

    Beijinhos!
    MESSY GAZING

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ainda bem que estás a acompanhar :D
      O meu bairro é o mais bacano yeahhhh
      Beijoooo**

      Delete
  5. O teu bairro é um mimo e as boas vibrações da D. Patrícia refletem-se nas fotos. ;)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ao olhar para ela penso mesmo isso, e as fotos reflectem bem a sua pessoa.

      Delete
  6. Alvalade é o teu grande amor ;)

    Ahah! Adoro a primeira fotografia, só soninho ou era birra?
    E a da tua amiga! ;) Deve ter sido só gargalhadas!

    Beijinhoª

    ReplyDelete
    Replies
    1. Pode-se dizer que é um dos meus grandes amores hehe
      Tinha acabado de acordar e já estava no meio de um baby shower com umas vinte pessoas estranhas à volta :P

      Beijoooo***

      Delete
  7. Parece-me um lugar lindo para viver, fiquei mesmo curiosa!!! Eu sei que é muito triste o que vou dizer, mas das vezes que fui a Lisboa, não gostei mesmo nada da cidade... os prédios são enormes e atravancados uns nos outros, e a dimensão é tão gigantesca que me faz sentir uma pulguinha lá no meio. Mas a forma como descreveste o teu bairro parece-me mesmo encantadora!!

    os retratos...bem, estão INCRÍVEIS!!!! Podes dizer à tua amiga Patrícia que é linda de morrer e super expressiva! Adorei mesmo as fotografias! :D

    Beijinhos,
    Daniela

    ReplyDelete
    Replies
    1. Era mesmo essa ideia precisamente que tinha antes de viver em Lisboa. Depois de umas semanas a viver aqui, a caminhar pelas ruas sem rumo, comecei a perceber que Lisboa é pequena, é como se fosse uma aldeia :D é a minha sensação do momento.

      O meu bairro é o mais fixe Lisboa, não há dúvidas! Alvalade! Alvalade! Alvalade!

      Delete
  8. Gostei tanto dos teus retratos para esta rubrica, Martinha!
    E também adoro o teu bairro. Passo lá imensas vezes e é mesmo como dizes: parece desenhado para se assemelhar a uma pequena aldeia. Uma pessoa dá imenso valor a este sentimento, especialmente por um bairro assim estar inserido numa cidade tão grande como Lisboa. :)

    Joan of July

    ReplyDelete

Grata por comentares, adoro saber o que passa pela tua mente.