OFF SIGHT | LOS CUBANOS



Antes de mais, um enorme obrigada pelos vossos comentários e mensagens privadas da última publicação no blog, senti um apoio tão genuino, tão quentinho no coração. Sinto orgulho nesta comunidade que se tornou a blogosfera!

Isto parece mentira, estarei mesmo de volta ao meu querido e adorado projecto fotográfico Off Sight? Este vai ser o meu primeiro post com o tema novo: retratos
Ao longo deste tempo de ausência estive sempre com ânsias de acompanhar as minhas moças fotografas neste projecto mas não havia forma de voltar ao blog, der por onde desse. 
Mas o último mes de Off Sight não podia falhar e nem foi preciso pensar muito no que iria postar só não sabia que iria gostar tanto!
A viagem a Cuba foi fenomenal, não vejo a hora de voltar. Em grande parte esta paixão por este país que parou nos anos 50, deve-se ao facto dos cubanos serem pessoas únicas, inspiradoras por partilharem o pouco que possuem, seres humanos de verdade como raramente encontramos nos dias de hoje. Levei uma chapada na cara ao entrar dentro do seu estilo de vida, das suas conversas e das suas dúvidas. 

Hoje mostro-vos um bocado do seu dia a dia. Só tenho pena de ter conseguido poucas fotografias no feminino. 




Só agora é que reparei que 3 das fotos que escolhi para partilhar convosco são de taxis de Havana. Como em qualquer viagem que faço, prefiro sempre andar de transportes públicos ou caminhar então só andei uma vez do aeroporto para Havana num daqueles cadillacs vermelhões tipicos de Cuba. Foi, sem dúvida, uma forma de entrar logo de caras na cultura cubana. E oh, estava nos céus!




Em qualquer lugar que vás de Cuba vais encontrar as pessoas sentadas lá fora, em frente a uma casa a conversarem. Algumas têm uns assentos todos bonitinhos e confortaveis, outras simplesmente sentam-se nas escadas. Como o wifi é raro, utilizamos uns cartões para uma hora de internet em que terás de encontrar um hotspot para aceder. Quando passeias pelas ruas e vês um aglomerado de pessoas já sabes que ali tens um hotspot :)


Os cubanos ganham uma média de 20-30€ mensais. For real! Até um médico ganha esse valor. Por isso os cubanos são obrigados a encontrar outras formas de ganhar dinheiro, pelo que nas suas horas vagas vês pessoas a vender comida e bebida na rua, ou a vender souvenirs para os turistas. 


Esta foto foi tirada em Cienfuegos, fica entre Havana e Trinidad. Estava um calor insuportavel e tinha uma longa caminhada pela frente. Decidi descansar à sombra das palmeiras e ainda fiz amizade com 3 meninas vestidas com o seu traje colegial. Aproveitei para sacar várias fotografias a estas 4 palmeiras mas com transportes diferentes: motas, táxis, carros clássicos. 


A única mulher desta série. Tentei sacar algumas fotografias a mulheres e jovens mas nenhuma delas parecia gostar de fotografias. Ou pelo menos não se sentiam à vontade com uma estranha e com uma máquina fotografica profissional na mão. 
No geral, as mulheres cubanas são poderosas, femininas e bonitas. Gostam de se vestir bem, maquilhar e andar pelas ruas a jogar charme. Eu adorei observá-las e muitas das vezes só queria ser só um bocadinho como elas :D Porque aqui não há preconceito com o corpo, mesmo as mulheres com peso a mais não tinham pudor nenhum em mostrar o pneu da barriga ou usar calções curtinhos com uma perna maior que o meu corpo. #Girlpower


No último dia em Cuba apercebi-me que não tinha material suficiente para este post então comecei a tirar fotos em modo automático a várias pessoas e situações quotidianas. Estava com algum receio porque não gosto de entrar na vida privada das pessoas e sacar fotos «roubadas». 
Então, quando tirei esta fotografia gostei imenso do senhor de t-shirt amarela a fumar o seu charuto, algo que vês bastante em Cuba, como é óbvio. O rapaz de blusa branca ao lado apercebe-se da situação e um bocado exaltado vira-se para mim e diz: «O que fazes? Não somos macacos, somos seres humanos! Apaga já!» Quando mostrei-lhe a foto em que o tinha cortado ficou boquiaberto e eu a rir-me por dentro. Como o senhor de blusa amarela não se manifestou fiquei com ela :D 
Claro que se o tivesse apanhado na foto teria apagado na hora, só que não amigo, lamento informar que não tirei-te uma foto hehehe


Ficamos pasmados com esta situação! Como assim um rapaz com uma corrente na perna e uma pedra enorme à volta da corrente?! Isto deixou-me abalada e tive de procurar saber o que se passava. Então, este rapaz há semanas que está a pagar uma promessa. Ele veio de Santiago que fica a uns 120 quilómetros de Havana. A pé. Com aquele pedragulho.

Espero que tenham gostado deste primeiro contacto com Cuba aqui no blog. É um país fantástico mas exige muita pesquisa da nossa parte antes de viajar, portanto não é, digamos, um país fácil de viajar. Mas não se preocupem que estou a cozinhar um post que vos vai ajudar muito! 

E agora? O Off Sight continua para o ano? Vamos deixar esta questão em suspense... mas parece que sim. Com outro formato porque gostamos de inovação, afinal de contas somos off sighters e queremos ver tudo o que ninguém vê. 

Curiosos com os retratos das outras meninas? Então siga para o blog delas!

QUEREM VER TODOS OS OFF SIGHT DO ANO?

9 comments:

  1. A minha preferida é a das palmeiras ou esta última. Aquele olhar tem tanta densidade.
    Que bom ter-te de volta.

    Feliz ano novo**

    ReplyDelete
    Replies
    1. São também as minhas preferidas. Tive tão emergida na cultura cubana que nem me lembrei de sacar mais fotos... Não me devia deixar levar desta forma, pois deixei momentos magníficos de fotografia de lado. Enfim, algo a melhorar!

      Feliz Ano Novo Luzita do meu coração 💜

      Delete
  2. Que grandes fotos, Martinha! Agora até me fiquei a sentir uma selvagem - confesso que raramente peço para tirar as fotos lol :p mas o que é certo é que tu conseguiste umas grandes imagens, e Cuba parece mesmo um lugar diferente e genuíno. Vocês só me deixam com traça de visitar o mundo :)

    Jiji

    ReplyDelete
    Replies
    1. Pega em ti e vai moça, que agora és young, wild and free, toda cheia de energia com vontade de andar quilómetros sem fim, escalar montanhas e fotografar muitooooo. Convenci-te? Hehe

      Beijo grande Jiji

      Delete
  3. Gostava tanto, mas tanto de conhecer Havana.

    ReplyDelete
  4. Ó Marta, que giro o teu relato. :) Também tive problemas em Córdoba com a fotografia de rua, no off sight de agosto. Em Marrocos tive muito, muito cuidado com isso e só fotografei o rosto de quem tinha autorização. Gosto das cores vibrantes das tuas fotos. :)

    ReplyDelete
  5. Ola!

    Gostei muito do post, gostava de saber se precisaste de visto, ou bastou o passaporte para visitares cuba?
    Obrigada!

    Barbara Matos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Barbara! Cuba é espectacular =) não é bem um visto, mais uma autorização para entrar no país. Fazes na embaixada de Cuba em Lisboa na hora, por cerca de 25€. Atenção que esta embaixada tem nr de horas reduzido.
      Boas viagens!

      Delete
    2. Ps - vai sair um post importante sobre Cuba brevemente!

      Delete

Grata por comentares, adoro saber o que passa pela tua mente.